Início » Economia » Internacional » Concorrentes declaram guerra antitruste contra o Google
Truste

Concorrentes declaram guerra antitruste contra o Google

Práticas do site de busca são alvo de investigação de reguladores da Comissão de Comércio dos EUA

Concorrentes declaram guerra antitruste contra o Google
Microsoft lança site que encoraja usuários a utilizar o Bing como ferramenta de busca (Reprodução/Internet)

Quem visita a página do debochado site scroogled.com depara-se com a seguinte pergunta “Alguma vez você já foi enganado por uma busca ruim?”. O site, lançado pela Microsoft, encoraja usuários a postar reclamações sobre o Google e a utilizar o Bing (também da Microsoft) como ferramenta de busca ao invés do Google, seu concorrente direto.

Reguladores dos Estados Unidos e da Europa passaram os últimos dois anos investigando se o Google tem abusado de sua posição dominante no mercado de buscas online para expandir seus interesses comerciais às custas dos consumidores. Os concorrentes esperam que o Google seja forçado a mudar as políticas da empresa que prejudicam suas atividades.

Leia também: Batalha dos gigantes da internet
Leia também: Duas tentativas – uma boa outra ruim – de regulamentar a internet
Leia também: Jornais contra o Google

Os concorrentes também querem que o Google modere o hábito de promover seus próprios serviços, como anunciar em suas buscas apenas as agências de viagens relacionadas ao site em detrimento de outras relacionadas a sites concorrentes. A exclusividade de licenças  também prejudica as empresas concorrentes. O Google adquiriu dezenas de patentes quando comprou a Motorola, por exemplo.

Um acordo está sendo considerado entre o Google e a Comissão de Comércio dos EUA (FTC, na sigla em inglês) para regular algumas atividades do site de buscas. Como parte do acordo, o Google passou a permitir que empresas excluam conteúdos reproduzidos em suas buscas ou em páginas de seus usuários. A empresa também se ofereceu para acabar com a exclusividade de anúncios e concordou em liberar patentes consideradas essenciais para a comunicação wireless de outras empresas.

Na batalha contra o Google, algumas empresas concorrentes têm feito o lobby a favor da causa no Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Contudo, segundo o especialista antitruste Herbert Hovenkamp, é improvável que sejam tomadas medidas além das implementadas pelo FTC.

Fontes:
The Economist-Investigations into Google approach a climax in America and Europe

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *