Início » Economia » Internacional » Críticos questionam custo estimado do Hyperloop
Alternativa ao trem-bala

Críticos questionam custo estimado do Hyperloop

Questões legais, túneis e manutenção fariam o custo do Hyperloop ultrapassar em muito a estimativa de US$ 10 bilhões de Elon Musk, dizem os céticos

Críticos questionam custo estimado do Hyperloop
Segundo críticos, projeto é economicamente inviável (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Esta semana, Elon Musk, executivo-chefe da Tesla Motors e da SpaceX, impressionou o mundo ao apresentar o Hyperloop, projeto de transporte urbano de alta-velocidade. O empresário garantiu que o projeto custará entre US$ 6 e US$ 10 bilhões, mais barato do que o projeto do trem-bala da Califórnia (orçado em US$ 70 bilhões).

Leia mais: Uma alternativa ao trem-bala?

No entanto, alguns críticos discordam e dizem que a estimativa de Musk é enganosa. Para eles existem alguns pontos a serem explicados.

Alexis Madrigal, editor do Atlantic, explica que “a razão do trem-bala custar caro é a aquisição das terras que compõem o trajeto”. Para evitar esse gasto, Musk disse que pretende utilizar uma plataforma sobre a rodovia interestadual da Califórnia, mas não explicou como irá lidar com os entraves jurídicos que isso causará.

Já Brad Plumer, do Washington Post, alertou que, assim como o trem-bala, o Hyperloop terá de construir túneis e viadutos extras para passar pelas cidades que estão no meio do trajeto. “As cidades que seriam mais baratas se recusam a ser cortadas pelo trajeto”, diz Plumer. Essas obras aumentariam o custo do projeto.

Outra questão que inviabiliza o projeto é o preço que custaria uma passagem. Segundo Musk, o Hyperloop teria capacidade de transportar 840 pessoas, por US$ 20 cada. Porém, Dan Sperling, especialista em transporte urbano da Universidade da Califórnia, diz que isso seria impossível, pois o custo da passagem não cobriria as despesas com a manutenção e a equipe necessária para operar o Hyperloop. “É economicamente inviável. Até o mais visionário de todos perceberia que isso não faz sentido”, diz Sperling.

Para Michael L. Anderson, economista e professor de Agricultura da Universidade da Califórnia, todas essas questões fariam o custo da construção do Hyperloop ficar em torno US$ 100 bilhões, mais caro do que o estimado para o trem-bala.

Fontes:
The New York Times-Could the Hyperloop Really Cost $6 Billion? Critics Say No

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *