Início » Economia » Internacional » Forever 21 pede recuperação judicial
NEGÓCIOS

Forever 21 pede recuperação judicial

Varejista de moda deve fechar maioria das lojas na Ásia e na Europa, além de 178 nos Estados Unidos

Forever 21 pede recuperação judicial
A marca conta com 815 lojas em 57 países, incluindo o Brasil (Foto: Phillip Pessar/Flickr)

A varejista de moda Forever 21 entrou com um pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos para tentar evitar a falência. O anúncio do pedido foi feito nesta segunda-feira, 30.

A empresa apelou ao Capítulo 11 das leis dos Estados Unidos, que permite manter o controle dos bens enquanto administra uma reestruturação. A marca conta com 815 lojas em 57 países, incluindo o Brasil.

Fundada em 1984, a varejista deve fechar entre 300 e 350 lojas em todo o mundo. A Ásia e a Europa devem sofrer as maiores perdas, além dos Estados Unidos, enquanto a marca continuará operando em toda a América Latina.

“Como parte da estratégia de reestruturação, a companhia planeja sair da maioria de suas localizações internacionais na Ásia e na Europa, mas continuará suas operações no México e na América Latina”, informou em um comunicado.

Segundo a nota da Forever 21, 178 das lojas que serão fechadas são dos Estados Unidos. Na semana passada, a varejista também já tinha informado que fecharia todas as 14 lojas no Japão até o fim de outubro.

Desde o início de 2017, mais de 20 grandes varejistas dos EUA, incluindo Sears e Toys Us, faliram à medida que mais clientes mudam para varejistas on-line, como a Amazon, que está expandindo sua atuação em todo o mundo.

Fontes:
The Guardian-Fashion retailer Forever 21 files for bankruptcy protection

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. ACM disse:

    De fato, mais uma vitima da internet, q esta’ virando o mundo de pernas para o ar.
    .
    Isso se da’ pq os empresarios teimam em manter seus modelos de negocio, com base no “sempre deu certo assim, pq agora nao daria?”.
    .
    Darwin ja explicou em 1859 q “nao sao as especies mais fortes ou as mais inteligentes q sobrevivem, mas sim aquelas q mais rapidamente se adaptam `as mudancas ecologicas”.
    .
    Quem nao entende isso por bem, vai entender por mal. Pergunte para a Thomas Cook (TCG.L), a maior empresa de turismo do mundo, com 178 anos de existencia e 15 milhoes de clientes. Ou entao veja na NYSE o alerta dos investidores, ja em 2012. Ela tb fechou as portas definitivamente em 23 de setembro de 2019. (Reuters.com)
    .
    “Qui habet aures audiendi, audiat”, ja alertava o Apocalipse, inumeras vezes.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *