Início » Economia » Negócios » Google e Microsoft se preparam para guerra
Concorrência

Google e Microsoft se preparam para guerra

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Com a oferta da Microsoft de quase US$ 45 bilhões para comprar a Yahoo!, a Google começou a se preparar para tentar atrasar e, possivelmente, sabotar qualquer acordo.

Tanto a Google quanto a Microsoft são gabaritadas para travar grandes batalhas políticas, do tipo apreciado em Washington, pelo dinheiro que movimenta entre lobistas e pelas doações aos legisladores.

A Microsoft expandiu seu time de lobistas em Washington nos anos 1990, depois do processo antitruste que sofreu na administração Clinton. Sua central de lobbies é considerada uma das mais eficientes da capital norte-americana. A empresa de Bill Gates mantém mais de 20 escritórios de advocacia, influenciando empresas e a imprensa a respeito de questões políticas e regulatórias.

Já o escritório da Google em Washington tem menos de três anos, mas recentemente se mudou para um espaço de 2.500 m2. É uma versão menor de sua sede no Vale do Silício.

Os executivos da Google vêm pedindo a lobistas para desenvolverem uma estratégia para contestar a aquisição da Yahoo! pela Microsoft, que pode ameaçar o domínio da Google sobre o mercado de publicidade na Internet.

O conselheiro financeiro da Microsoft, Chris Liddell, disse que a empresa pode pela primeira vez pedir um empréstimo, a fim de levar adiante a compra da Yahoo!.

 

Fontes:
NY Times - Google and Microsoft Take Up Battle Stations

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Adilson Rocha disse:

    Se for na queda de braço, prefiro que a Google se saia melhor. Gosto do que a Google nos oferce.

  2. Lara Sossai disse:

    Nã é possível que a recém saida das fraldas Google vai fazer Bill Gates pedir "arrego". Ela tem conseguido sim lucros exorbitantes mas será que os sócios tem tanto poder assim?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *