Início » Economia » Negócios » Investimentos chineses no exterior são rejeitados
Sinofobia

Investimentos chineses no exterior são rejeitados

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

As empresas chinesas estão vivendo uma situação incomum. Sua crescente prosperidade lhes permite fazer aquisições, mas as empresas são cada vez mais vistas com maus olhos.

Desde 2005, quando a China National Offshore Oil Corp (CNOOC, na sigla em inglês) foi impedida pelo governo dos EUA de adquirir a Unocal, uma empresa de petróleo norte-americana, muitas das gigantes estatais chinesas vêm sendo cautelosas com as ofertas destinadas a empresas ocidentais.

Na realidade, as gigantes chinesas vêm preferindo — pelo menos, a curto prazo — fazer negócios em lugares como a África.

Fontes:
Economist - An oil deal highlights foreigners’ wariness towards Chinese companies

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. André Vinícius Vieites disse:

    Ciclo de Investimentos – Disclosure/Marketing

    Caso uma empresa divulgasse que os lucros não são tão bons como esperado, o disclosure poderia influenciar o ciclo contábil e a análise de novos concorrentes dentro de um mesmo setor de investimentos.

    Com o intuito de testar empiricamente essa premissa, o presente trabalho tem como objetivo – função e depois de disponibilidade de recursos entre uma ampliação e decisão registrada como regular e derivada de maiores investimentos.

    Entre as principais práticas de disclosure das empresas possuem algum tipo de relação com o setor de atuação e as disponibilidades de (relação-objetivo-função) de cada objeção de decisão.

    Para isso o nível médio de disclosure das empresas, acontece no tocante às informações econômicas, contábeis e de marketing das grandes organizações.

    Para isso o nível médio de disclosure das empresas, junto às informações econômicas, micro-econômicas e de Marketing referenciam uma ação associativa:
    “A Coca-Cola se inspirou no Brasil para criar sua nova campanha de Marketing, “Comemore do seu jeito”. Por se tratar do país sede da próxima Copa do Mundo, ter associação com a cultura africana e ser o maior vencedor no esporte, a equipe de marketing da Coca-Cola Brasil será consultora em ações veiculadas em outros mercados. Além disso, o Brasil serviu de protagonista dos filmes da campanha com a presença de artistas brasileiros.”

    André Vinícius Vieites

  2. André Vinícius Vieites disse:

    A presidente pediu ao Itamaraty que agendasse visitas a empresários e empresas de tecnologia digital. Além do anúncio da encomenda de aviões à Embraer, Dilma está certa que voltará com um contrato de US$ 200 milhões para que a ZTE (eletroeletrônica) comece a se instalar em Hortolândia (SP).

    Então o ciclo de investimento poderá ir além de refrigerantes e poderá ser e estar no ciclo em eletroeletrônicos chineses.

  3. André Vinícius Vieites disse:

    Para ‘vender’ o Plano Nacional de Banda Larga xodó de sua administração – aos chineses e dar ênfase à ciência e tecnologia nas parcerias, Dilma vai visitar a fábrica da ZTE, em Xian, e se reunir, entre outros, com executivos da Huawei. Líder no mercado de banda larga fixa e móvel, a Huawei atua no Brasil desde 1999 em parcerias com as principais operadoras de telefonia. Daí isso só vai acrescentando a diversificação, refrigerantes, eletroeletrônicos e melhoria na rede de banda larga brasileira.

  4. André Vinícius Vieites disse:

    Além do trabalho infantil ser proibido, qualquer forma de trabalho que seja cruel ou nociva, como tortura e maus tratos, também constituem crime. O trabalho infantil é proibido, mas ainda acontece, principalmente em países muito pobres e subdesenvolvidos, geralmente quando as crianças precisam ajudar o sustento da família. Fica a dica de 2009 – 2019

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *