Início » Economia » Negócios » Jornalismo na França
Mídia

Jornalismo na França

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Entre 2000 e 2006, o total das vendas de jornais e revistas na França caiu 10%, e as receitas com publicidade diminuíram 20%. Em 2007, a circulação de todos os meios de comunicação impressos caiu novamente.

Apesar dos subsídios do governo, muitos jornais estão perdendo dinheiro. Na semana passada, o Le Monde, jornal mais lido pela elite francesa, anunciou um corte de 130 empregos. Em nove meses, o jornal já está no seu terceiro editor. Além disto, no ano passado o grupo Le Monde teve um prejuízo de US$ 27 milhões. Além da competição dos jornais tradicionais entre si, eles sofrem a concorrência dos diários gratuitos distribuídos no metrô.

Há, no entanto, um setor que vem crescendo: as revistas semanais de notícias. Em 2007, a circulação deste tipo de revista foi 7% maior do que em 2006. Uma explicação pode ser o tempo extra que os franceses têm nos fins de semana. Uma outra possibilidade é que 2007 foi um ano eleitoral com candidatos midiáticos, e os cidadãos franceses parecem ter redescoberto um obsessivo interesse pela política.

Fontes:
Economist - Journalism in France - Pipol power

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. SR. PEDRO SALIM disse:

    NOTICIA DO ENCONTRO SECRETO DOS DIRIGENTES DE VARIOS PAISES NO DIA 21 DE MARCO EM FORTALEZA CEARA. SITE DOUGRIANO.COM.BR FACEBOOK Pedro Glauber , A FRANÇA É O BERCO DESTA ORGANIZAÇÃO QUE AJUDA O BRASIL DESDE 2001.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *