Início » Economia » Negócios » Mercado em dificuldade?
Artigos de luxo

Mercado em dificuldade?

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Durante uma recente conferência em Moscou, Bernard Arnault, dono da Moët Hennessy Louis Vuitton, LVMH, o maior grupo de artigos de luxo do mundo, não mediu esforços para desfazer o receio dos investidores com um possível impacto no setor por causa da crise de crédito nos EUA, da possibilidade de recessão e do enfraquecimento do dólar.

Os três últimos anos foram ótimos para o setor. Isto após um período de depressão no início da década, quando os ataques terroristas nos EUA, o surto da Síndrome Respiratória Aguda Grave, a SARS, e a guerra no Iraque reduziram as viagens internacionais e a demanda por estes artigos.

De acordo com a consultoria Bain, as vendas dos artigos de luxo aumentaram 9% em 2006, para US$ 200 bilhões, e neste ano devem atingir cerca de US$ 215 bilhões, duas vezes o número de 1996. A Europa continua sendo o maior mercado, com cerca de 40% das vendas, embora o crescimento mais forte esteja na China, na Rússia, no Oriente Médio e em alguns países latino-americanos.

Fontes:
Economist - Luxury goods -- Less exuberant

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *