Início » Economia » Negócios » Microsoft tenta manter seu domínio nas empresas contra a Google
Negociação de softwares

Microsoft tenta manter seu domínio nas empresas contra a Google

A batalha com a chamada Google Apps é uma que a Microsoft não pode perder

Microsoft tenta manter seu domínio nas empresas contra a Google
Microsoft pretende oferecer versão gratuita de alguns serviços (Fonte: Shutterstock)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em um avanço significativo, a Microsoft anunciou novas versões de aplicativos populares, como Word e Excel na divulgação do “Office 2010”. Eles também revelaram alterações feitas para tornar mais fácil o manejo do software pelos trabalhadores.

Estas iniciativas vêm em um momento crítico na evolução da computação corporativa. Depois de dominar o desktop do escritório por tanto tempo, a Microsoft agora enfrenta um crescente desafio: a variedade de empresas que entram no mercado e ameaçam sua hegemonia.

Atualmente, a concorrente mais perigosa é a Google. A competição entre estes dois gigantes provavelmente se tornará ainda mais intensa conforme as perspectivas econômicas das empresas de tecnologia da informação melhorem. A Google oferece algumas das suas aplicações de graça, mas essas versões não têm algumas das funções mais sofisticadas que as grandes empresas muitas vezes precisam. A batalha com a chamada Google Apps é uma que a Microsoft não pode perder.

Stephen Elop, o chefe da divisão empresarial da Microsoft, descreveu o lançamento do Office 2010 como “uma versão épica”. Entre outras mudanças, a nova versão vai possibilitar uma maior facilidade de utilização de documentos e planilhas em uma série de diferentes dispositivos, incluindo telefones inteligentes. Agora também vai ficar mais fácil inserir vídeos em apresentações do programa Power Point e integrar dados das redes sociais em calendários online e serviços de correio electrônico. A empresa também planeja oferecer uma versão gratuita de alguns serviços, concorrendo diretamente com as ofertas que a Google Apps apresenta.

Leia mais:

Microsoft vai processar Android da Google por desrespeitar patente?

Google, Microsoft e AT&T se unem pela privacidade

Microsoft dá uma ajuda aos navegadores rivais

Fontes:
Economist - Business software: Office politics

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Charles Goodwell disse:

    Acho inevitável o declínio da Microsoft. Só falta o Google desenvolver um sistema operacional para dar o tiro de misericórdia na Microsoft no ambiente doméstico.

    Mas ela não vai acabar, como a IBM não acabou com o fim da era dos mainframes. Simplesmente a Microsoft vai para seu nicho de mercador, sem a empáfia do passado.

  2. andre disse:

    nao existe batalha alguma
    a microsoft comprou 40% do google .

    isso tem uns 2 anos ou mais
    e microsoft comprou tb o linux
    e aos poucos esta acabando com ele. a historia se repete, lembram do automovel DKW?

    o carro era muito bom nao quebrava era um castigo para a volkswagewm, que comprou as fabricas de vemaquete e fechou-as todas, puro monopolio
    e monopolio é crime .
    e microsoft esta fazendo a mesma coisa, la nos EUA ja foram multados e exisre regulamentação sobre.
    aqui no Brasil com essa penca de corruptos que esta pintando e bordando pélo país, ela fara o que quer como fazem os bancos.

  3. advogado.schmidt@gmail.com disse:

    André, você está muito mal informado.

    A Microsoft nunca comprou nada da Google.
    A Microsoft nunca comprou e nunca comprará o linux, pois não é algo que possa ser “comprado”, o linux é um sistema operacional livre e gratuito sem dono, ninguém pode reclamar para si a sua propriedade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *