Início » Economia » Negócios » Mudanças
Editoras de livros nos EUA

Mudanças

Os editores estão preocupados com as conseqüências que as novas tecnologias estão trazendo para o setor. Os livros digitais já são uma realidade e a tecnologia "print-on-demand" já se faz sentir.

À primeira vista, os números do mercado editorial não parecem ruins. Quatrocentos e onze mil novos títulos foram publicados nos EUA no ano passado, e mais de três bilhões de livros foram vendidos no mercado norte-americano em 2007. O crescimento foi de 4,3% no segmento para adultos, o sustentáculo do setor. Mas esta na verdade é uma realidade muito frágil. O índice de leitura nos EUA está em declínio, principalmente entre os jovens.

Além disto, os livros estão na iminência de se tornarem digitais. A Sony lançou o primeiro leitor de livro eletrônico em 2004, e a Amazon colocou no mercado em novembro o Kindle, um similar de última geração. Segundo Jeff Bezos, o fundador e executivo-chefe da empresa, os e-books disponíveis para serem lidos através do Kindle já representam 6% das vendas dos 125 mil títulos que existem em ambos os formatos — digital e impresso.

Fontes:
Economist - Book publishing in America -- Unbound

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *