Início » Economia » Negócios » Na dúvida, despeça o CEO
Conselhos rápidos no gatilho

Na dúvida, despeça o CEO

Um estudo feito com as 2.500 principais empresas de capital aberto do mundo revelou que, em 2007, 13,8% destas companhias substituíram seus executivos-chefe. Esta porcentagem foi um pouco abaixo do pico de 15,4% em 2005. Em 1995, foi de cerca de 9%.

Hoje, um CEO ocupa o cargo, em média, cerca de um ano a menos do que em 1995. Nos EUA, os executivos-chefe tendem a permanecer mais tempo em seus cargos: 8,3 anos. A média mundial é de cerca de 7 anos.

A consultoria Booz não encontrou indícios de que os CEOs que apresentam um desempenho ruim enfrentam um risco maior de serem despedidos.

Fontes:
Economist - Trigger-happy boards -- When in doubt, fire the boss

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *