Início » Economia » Negócios » Problemas que surgem quando um funcionário quer “ser demitido”
Leis Trabalhistas

Problemas que surgem quando um funcionário quer “ser demitido”

Legislação prevê poucas formas de extinção do contrato de trabalho por tempo indeterminado. Nenhuma delas é negociada.

Problemas que surgem quando um funcionário quer “ser demitido”
Acordo entre patrão e empregado é melhor solução (Foto: Pixabay)

A situação é comum e quase rotina em empresas de todos os portes no Brasil: o empregado, por qualquer motivo, decide que deve sair da empresa e procura o seu patrão com a proposta de ser demitido, pois pretende receber todas as verbas rescisórias, levantar seu FGTS e dar entrada em seu seguro desemprego.

Tendo em vista que a iniciativa de sair da empresa foi do empregado, em tese deveria o patrão negar a “proposta” e pedir para que o funcionário apresente sua carta de demissão. Porém, nestas horas surge o seguinte dilema: até que ponto é vantajoso manter um funcionário descontente nos quadros da empresa, ainda mais se este já demonstrou a vontade de sair do time?

Diante do impasse, muitos empregadores acabam cedendo à pressão do trabalhador e o demitem, por meio de um “acordo”. Na prática, muitas empresas exigem que o trabalhador abra mão da multa de 40% do FGTS em troca da falsa demissão. É importante destacar que esta prática não encontra amparo legal e pode inclusive configurar crime.

Mas, e se o patrão optar por não demitir o funcionário? Neste caso, muitas vezes é dado início a um jogo perigoso, onde duas figuras jurídicas começam a assombrar a relação de trabalho. De um lado, está a figura da demissão por justa causa e, de outro, a rescisão indireta.
Ocorre que o funcionário desmotivado muitas vezes quer mostrar ao patrão que é um peso na empresa e que, por isso, demiti-lo seria a melhor saída. Passa a negligenciar prazos, faltar ou atrasar-se no trabalho e adota uma postura pouco profissional. Neste caso, é grande o risco de o funcionário incorrer em uma das faltas elencadas no art. 482 da CLT e receber a chamada demissão por justa causa, que o tira o direito das rescisórias e do FGTS.

Também não é incomum que ocorra o outro lado da moeda. Neste caso, o patrão é quem passa a forçar a barra para que o funcionário peça a demissão. Passa a tratá-lo com frieza, retira tarefas importantes, diminui sua carga de trabalho e isola-o da equipe. Nestas hipóteses, o chefe incorrerá em falta contra seu funcionário, que o autoriza à rescisão indireta do contrato de trabalho, prevista no art. 483 da CLT. A postura do patrão pode levar, ainda, à indenização por assédio moral.
A hipótese apresentada acima é um exemplo de efeito colateral de uma legislação trabalhista extremamente rígida. Ao tirar das partes todo o poder de negociação, nossa lei cria na prática problemas sérios que decorrem justamente de sua rigidez.

Nossa CLT de 1943 prevê poucas formas de extinção do contrato de trabalho por tempo indeterminado. Nenhuma delas é negociada. Não há solução legal quando o fim do contrato é benéfico para ambas as partes. Nestes casos, alguém tem de ceder e tomar a iniciativa.
A rigidez da nossa lei exige a mesma rigidez das partes. É preciso jogar com a CLT embaixo do braço e não menosprezá-la. Pois, por mais que não se concorde com a lei trabalhista no Brasil, ela está em plena vigência. Com a ampliação da competência da Justiça do Trabalho, hoje há terreno para indenizações milionárias para empregados em ações trabalhistas.

Na dúvida entre o bom senso e a lei, fique com a lei. Muito cuidado caso um funcionário peça para ser demitido. Reflita e tome um dos dois caminhos: demita-o de fato, pague todas as verbas e, nesta questão, não faça acordos que envolvam devolução de valores ou restrições de direitos rescisórios, pois estes não encontrarão amparo na justiça, podendo, inclusive, configurar-se em crime, conforme o caso. A outra opção é não aceitar a proposta do funcionário e mantê-lo no emprego. Neste caso, atenção com o futuro dele na empresa. É preciso garantir que a relação siga normalmente, pois o poder diretivo do empregador não pode ser usado para forçar uma demissão. Da mesma forma, o funcionário não pode negligenciar as suas atividades. Se isso acontecer, consulte um advogado trabalhista de confiança para aplicar-lhe com segurança uma demissão por justa causa.

 

*João Paulo A. Tavares Soares é advogado da Polo Advogados Associados

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

87 Opiniões

  1. Marcelo disse:

    As empresas tem sim mandar funcionario insatisdeito embora e paga_lo todo seu direito pois e seu nao da empresa.agora o que ao contrario delas fazem e mandar funcionario doente e sequelados embora, isso os patroes nao falan ne.

  2. Beth disse:

    Tem uma parte neste texto muito estranha que se refere que”a lei rígida gera indenizações milionárias”estranho esses dizeres virem de um advogado uma vez que indenizações são limitadas a valores simbólicos porque existe o embate ao enriquecimento ilícito.

  3. sonia disse:

    acho que as empresas “ricas” , nao deveriam contratar empregados “pobres”.
    infelizmente as empresas contratam que precisa de trabalhar, mas pessoas querem dinheiro e nao trabalho , querem usar de beneficio de auxilios .
    empregados que pensam como patroes crescem na vida , funcionarios “pobres” continuam “pobres”.

  4. Michel disse:

    O meu funcionário andou faltando algumas vezes com atestados e a poucos dias faltou e nem avisou da sua falta, no final do dia me enviou um zap falando que por motivos particulares não poder vir ao trabalho e que gostaria de conversar comigo pessoalmente no dia seguinte. Pois no dia seguinte conversamos e ele disse que não dá para ficar mais no emprego, não está vendendo , diz está cansado , enfim quer sair, mas não quer se demitir, disse que a empresa não tem poque demiti-lo. Então faltou novamente dois dias consecutivos sem nenhum aviso, no terceiro dia apareceu bem depois do horário de trabalho que seria das 7 às 14H, chegou às 11:10, com um atendimento médico pelo SUS de 9:40 às 16:10 e do dia que esteve fora do horário que deveria chegar de um atendimento do UPA DE 10 minutos, dei advertência aos dois dias que faltou e não me avisou e foi liberado dos que tinha estas declarações de atendimento, esse que só foi liberado por horas trabalhou até seu horário habitual. Daí voltou a faltar até o dia de hoje mais três vezes, sem nenhum contato. E ele acabou de fazer o tratamento das 3 doses do bezentacil do primeiro ciclo. Não sei o que fazer, não posso continuar assim estou cansada porque só sou eu e ele no atendimento do trabalho e tem que ter uma alternativa justa.

  5. indignado disse:

    Ao comentário DESABAFO.
    Por mais que tentasse expor, também minha indignação, não teria a clareza e os dados que você aqui demonstrou com total entendimento.
    parabéns e me incluo neste desabafo e indignação.

  6. Desabafo disse:

    Ao comentário abaixo “MATEUS 18 de outubro de 2016 às 15:37″… digo-lhe o seguinte:
    Micro empresas representam 52% dos empregos formais no Brasil. Estas empresas ceifam de seus cofres grande parte do que seriam lucros com despesas não só para o bom funcionamento dos negócios, bem como para manter um Estado oneroso em impostos!
    Você sabe o valor que seu patrão paga da absurda taxa de luz no país? E quanto paga de aluguel? Sabe quantas taxas bancárias precisa desembolsar a cada nova operação? Pelo visto não tem ideia, porque se tivesse não falaria tamanha asneira!
    Rico é o Estado, ricas são 7% das empresas multinacionais. O corajoso microempreendedor, que faz a economia deste país girar, se esfola de trabalhar para que a empresa continue de pé e possa oferecer o cafezinho do funcionário todos os dias. Se disser que o salário mínimo é mínimo e que não supre com o dia-a-dia, concordo plenamente com você! Além de tudo que consumimos ser sobretaxado, realmente há empresas que NÃO valorizam devidamente o capital humano (fui empregado por muitos anos como você, e sei que há companhias que exigem o máximo e pagam o mínimo, e ainda oferecem contrato de trabalho no sistema PJ).
    Portanto meu colega, pense bem antes de falar. E sugiro tentar abrir uma empresa no Brasil pra sentir o peso da mão governamental no seu bolso e das mesquinhas leis trabalhistas. Faça isto e depois apresente seus argumentos para debate.

  7. Desabafo disse:

    Quantas ideias comezinhas nos comentários! Patrão é “lobo mau”, funcionário é “coitado”… Já estive de ambos os lados e posso dizer o seguinte: as migalhas “oferecidas” pelo Governo nada mais são que recolhimento de impostos pagos previamente pela empresa e pelo trabalhador. O Governo não é bonzinho; bom é o empresário que faz do seu trabalho a sua vida e procura dar o melhor para sua equipe, e mesmo assim ainda é visto como vilão.
    Engana-se quem acha que patrão não trabalha: patrão trabalha o TRIPLO a mais que os funcionários, se preocupa em dobro, e ainda tem que se submeter às mesquinharias da lei trabalhista e a funcionários ingratos! Quando um funcionário faz uma m***, quem responderá é o patrão!
    Sinceramente, enquanto as pessoas não passarem a enxergar o trabalho como TRABALHO e deixarem de “justiça isso”, “direito aquilo”, “sindicato disse”; continuaremos a rumar para uma nação de medíocres!
    Leis trabalhistas estão obsoletas e só desfavorecem o mercado, pois as pequenas empresas (a maioria neste Brasilzão) sobrevivem de pagar impostos! Acordem nação, saiam do sono da mediocridade: o Governo não é legal com você, ele não produz nada e ainda arranca o seu suor em impostos. Façam o trabalho de vocês e parem de se agarrar em trivialidades!
    Este negócio de multa rescisória deveria ser abolido, pois se o funcionário não produz, por que a empresa é obrigada a pagar pela improdutividade e mau comportamento? E ainda têm os funcionários que roubam patrões e jogam o patrão na justiça! Que lástima! Acorda, Brasil!

  8. Fernanda disse:

    Uma funcionária pediu para fazer acordo, porém, Não sou a favor deste tipo de acordo e como este tipo de acordo é crime, não fizemos,então a mesma pediu conta e abandonou o local de trabalho, mas no dia seguinte voltou atras falando que nao iria sair pq nao pode ´perder seus direitos e como consequência ela fica mal humor o dia todo e demonstra claramente o “corpo mole”, mal faz os pedido, fica o dia todo no WhatsApp . Estou mantendo a postura, principalmente para aquilo que é errado. O que fazer? Pois a mesma ja abandonou o local de trabalho duas x, claro gerando duas advertência por escrita.
    A lei mais beneficia o funcionário nesta situação do que o empregador, que tem que se sujeitar a este tipo de conduta do empregado?

  9. Cynthia disse:

    Na minha opiniao a emprrsa que reclama de fucionarios ruin e que ameaçam mandar os fucionarios embora tem que demitir , pois ngm e obrigada a perder o seu tempo de serviço pois esse FGTS que eles desconta todos os meses e por direito do fucionario…vamos conbinar as empresas sao ricas nao tem motivos para manter um fucionario desmotivado na empresa.
    Agora eu concordo o fucionario pedir conta se ele estiver com outro emprego garantido
    Ao contrario nao
    A respeito do seguro desemprego e um dinheiro do governo e vamos concordar o governo e todos ladroes roubam da gente todos os anos entao eu acho que e mais que justo o seguros pois da tempo para quem nao tem nada em vista de procurar um novo emprego.
    👍

  10. MATEUS disse:

    EMPRESAS RICAS, DEVEM PAGAR AO TRABALHADOR POBRE SEU DIREITO ,DEPOIS DE TANTO PASSAR VERGONHA E HUMILHAÇÃO,

    PIOR DO QUE UMA ESQUERDA FAJUTA, É UMA EXTREMA DIREITA PSICÓTICA E NEFASTA.

    CHEGA DESSA MODA DE FALAR QUE O PROLETARIADO TEM QUE SE VIRAR, QUE TEM QUE ”REPRIMIR MESMO” , QUE OPRIMIR, BLABALBLA QUE O EMPRESÁRIO NO BRASIL TEM VISÃO SUPERIOR…

    RAPAZ… TO CANSADO DISSO,

  11. Sergio disse:

    Meu Deus, por isso o Brasil está assim, pessoas totalmente mal intencionadas, basta ler os comentários…. Um pergunta se pode se recusar a fazer suas atribuições…. Pessoal, por muito tempo fiz isso (trabalhei em lugares que não gostava), sempre querendo ser demitido para receber a migalha do seguro desemprego… Até que um dia decidi de ser HOMEM pedir desligamento de onde não gostava, hoje sou um empreendedor “bem sucedido”… #ficaadica

  12. Caca lima disse:

    Temos que mudar isso !
    Forçar a barra desta forma. Não quer mais? Vida que segue. As empresas devem ser firmes ninguém tem bola de ferro no pé.
    Muita gente pensando em receber seguro desemprego. Vamos resgatar !
    Ótimos comentários sobre isso.
    Quando a descontos isso acontece porque a empresa conta com o colaborador quando ele se ausenta acenderas perde outro deve ser contratado ou alguém ficará sobrecarregado para cobrir .
    Nada mais justo do que descontar. Pensem nenhuma empresa investe em contratação pensando em demitir.
    Muita gestão de pessoas mal intensionadas o tempo todo pensando em como tirar vantagem

  13. Douglas disse:

    Eu pedi para que minha chefe me mandasse embora, e como não era surpresa pois sou um bom funcionário, com responsabilidade e bastante competência, a resposta foi NÃO.
    Continuo fazendo meu trabalho corretamente, porém agora ela me pediu para que criasse umas planilhas e relatórios que não envolvem a minha função, por exemplo: Eu trabalho no Dep. Financeiro, Setor Contas a Pagar e faço relatórios para este setor (sou muito bom com excel). Dentro do Dep. Financeiro tem o setor de cobrança, onde outra pessoa é responsável pelo mesmo. Minha chefe solicitou que eu faça algumas planilhas e relatórios para este setor, QUE NÃO É MINHA RESPONSABILIDADE, e eu não concordo, pois o mesmo curso de excel que eu fiz ele também fez, acho que a mesma competência que eu tenho ele poderia ter se fosse pró-ativo, interessado e esforçado, porém não tem e eu acho injusto eu elaborar ferramentas para facilitar o trabalho dele, portanto NÃO QUERO FAZER.
    Sou obrigado a atender a solicitação dela ou posso ser mandado embora por justa causa caso eu negue?

  14. Francisco disse:

    Ola bom dia pedir para meu patrao mandar eu enbora pq eu nao sou do estado di sp preciso ser mandado para eu ir embora para meu estado que moro no maranhao o devo fazer ele falou que nao vai mandar

  15. MARIA ESTELA PASZKO SILVA disse:

    minha filha se demitiu fez a carte e assinou porem o chefe não aceitou a demissão sendo no dia 29/07/2016 exige que ela vá na segunda feira dia 1º/08/2016 refaça a carta no caso ela pode se negar e dar por encerrado por gentileza me responda

  16. gelson disse:

    trabalho a mas de oito anos em uma empresa e quero fazer acordo pois vou mi mudar para outra cidade sera que neste ponto o partao pode fazer o acordo

  17. Diego disse:

    KKKK, nas respostas continua sendo empregado contra patrão….

  18. Rosa disse:

    A lei é clara. Não existe acordo. quem quiser sair tem que pedir demissão. Ocorre que muitos empregados querem burlar a lei e obrigar o patrão a fazer o mesmo. Se não fizer começa a negligenciar o trabalho para ser demitido. Há um protecionismo exagerado para o trabalhador. Estou vivenciando isso. um funcionário queria fazer “acordo”. Eu disse que isso era ilegal e desde então vive colocando atestados alternados. Não existe um limite de atestados. Como agir nesses casos?

  19. Amarildo Arcenego dos santos. disse:

    Meu gerente me colocou pra rúa.
    Agora esta dando para tras. Nao quer mais. Oque devo fazer.

  20. flavio dias disse:

    a lei esta ai para ser cumprida grassas ão nosso favor numas coisas simples entrei não gostou da o meu por direito vou embora aliais tu tens mais que eu e igual divorcio quem tem mais e menos quem tem menos e mais matematica universal quem e contra o que e perfeito + e – onde – e + de pende o seu lado a vida não e uma linha reta que perfeito que o fose

  21. Talita disse:

    Gostaria de tirar uma dúvida.
    Pedi para fazer um acordo com a minha chefe.
    E ela me informou que os 40% da multa que tenho que devolver para ela,
    tem que tirar do meu FGTS.
    É isso mesmo?

  22. Karen Badolato disse:

    Bom Dia Prezados,

    Gostaria de tirar uma duvida, trabalho em um agencia de turismo e a mesma vai mudar pela segunda vez de endereço sendo agora para Alphaville onde para mim é inviável devido a distancia, gostaria de saber como funciona já que a empresa não esta dando opção de rescisão aos desinteressados.

  23. Cira disse:

    Trabalho em uma firma onde serve almoço,jantar e ceia.tem outras colegas q faz o almoço.primeiro horario onde nos do segundo horario te quer fazer a jantar a ceia e deixa o cafe da madrugada pronto.eu n acho correto.q nesse caso nos trabalhar p dois turnos e so recebe por um.preciso de uma resposta.

  24. Valeria disse:

    Boa noite,
    Vejam se podem me ajudar:
    Se uma pessoa é contratada para exercer a função de vendedor, ai ela resolve que não quer mais trabalhar na empresa, querendo assim que o empregador o demita, e desde então não ele não vende mais nada, e se recusa atender clientes.
    Ele pode ser demitido por justa causa?

  25. Daniele Ribeiro disse:

    O certo é o certo, o funcionário quer sair, peça demissão, a empresa não que mais o funcionário, o demita! As empresas brasileiras são desamparadas, o funcionário tem sempre razão e vários maus advogados que de forma mentirosa buscam uma forma de ganhar dinheiro. Enquanto a Justiça não for justa, vão existir sempre funcionários querendo armar para ficar em casa recebendo auxilio desemprego, começam a faltar o trabalho, inventam atestado tentando ganhar de forma fácil, não olham o lado da empresa, só o deles… Na hora em que forem punidos por apresentarem mentiras nos tribunais, isso vai mudar para todos, do contrário quem não esta satisfeito que saia!

  26. RAIMUNDO SOUSA disse:

    JA PEDIR CONTAS DUAS VEZES E MEU PATRAO NAO DEU MINHAS , SO FALA EM JUSTA CAUSA ISSO E CERTO?

  27. Ana carla disse:

    O meu patrão ainda mim diz se nao estiver gostando peça pra sair pois tem muitas pessoas querendo emprego,,,isso e legal?

  28. Ana carla disse:

    Trabalho em uma empresa onde se eu faltar por motivo de doença e descontado um valor absurdo no pagamento.,,se houver feriados e tbm faltar por outros motivos mais com justificativa e descontado em dias de férias para cada dia faltado e ainda descontado em dinjeiro..,.,é um absurdo além das faltas as penalidades sao também descontadas em dinheiro

  29. Gegê disse:

    Fala sério!!! Acho que certas pessoas postam comentário sem antes lerem o texto.
    Gente, FAZER ACERTO É CRIME!!! Não pode! Se “todo mundo faz”, estão errados.
    Pode até ser um “problema” da lei, mas é o que temos para evitar que metade do país fique mamando na teta do governo e depois reclame que político ganha para não fazer nada!

  30. Cesar disse:

    Sou empregador, empreguei uma pessoa Q n sabia fazer um o sentando na goma, agora depois Q tornou-se capacitadada para a função Q exerce (vendedor) diz Q quer sair e exige ser demitida para receber esse maldito benefício ( seguro desemprego) que ao invés de ajudar só atrapalha nosso crescimento. Como não compactuo com esse prccedimento estou sofrendo as consequências de não aceitar esse procedimento Q considero um crime. Precisamos mudar essa mentalidade do jeitinho brasileiro!!!

  31. Ana Maria Ribeiro De Assis disse:

    Eu quero saber se um funcionário.trabalha 9 horas por dia ele não tem direito au lanche da tarde.sendo q só os encarregados tem o direito.au lanche da tarde.

  32. Rodrigo Cruz disse:

    O Empregador é o mais prejudicado nesse fato, devido ao seguro desemprego. O funcionário nunca quer pedir conta pra não perder o auxilio e ficar meses em casa sem fazer nada.
    Funcionário que pensa dessa maneira nunca será bem remunerado e sempre será operário. É preciso mais conhecimento do funcionário, se está descontente com a função que exerce, corra atras de conhecimentos e se capacite para alcançar algo melhor.
    O melhor a fazer é sair da empresa onde te deu oportunidade para algo melhor, portanto se querem sair da empresa corram atras de outra e peçam conta.

  33. anderson disse:

    Se o funcionário quer sair da empresa, que peça demissão!O empregador que não quiser o empregado na empresa que o demita e arque com as consequências sem inventar mi mi mi. Pronto vamos moralizar as relações de trabalho como deveria ser!

  34. girlane disse:

    Estou insatisfeito com meu emprego eles não aceita que eu sair pra mim resolver mais questões pessoais isso que dizer que eu não posso falta de jeito nenhum eu pedie PR faze acordo ou eles me colocase pra fora eles disse que não pode se eu quiser sair eu tinha que pedir minhas contas. O que fazer?

  35. Izabel cruz disse:

    Eu queria ser mandado embora mas o meu patrão pediu pra mim pedir as contas que quando eu quisesse poderia voltar isso é lícito

  36. kleber frança disse:

    a empresa aonde eu trabalho que é terceirizada do governo deu carta de demissão a todos os trabalhadores porque não teria seu contrato renovado, porem voltou atras devido a terem que ficar mais 6 meses trabalhando em estado de emergencia, minha carta de aviso venceu dia 17 e eu não pedi para sair, agora gostaria de sair e preciso de saber se posso ainda pedir para ser mandado embora amparado na carta de demissão que assinei antes.

  37. LILIAN disse:

    Fiz acordo com meu chefe, estava tudo certo iria ficas os 30 dias para a empresa encontrar outra pessoa, porem uma semana depois ele me avisaram que não iriam mais fazer o acordo que se eu quisesse teria que apenas pedir conta normal… isso é valido?

  38. newton disse:

    E vcs ainda reforçam tudo isso, colocando uma foto de uma mão enorme (do patrão) dando um peteleco no pequeno, indefeso e franzino empregado.

  39. newton disse:

    A justiça trabalhista neste pais é uma injustiça

  40. Vinicius disse:

    Impressionante a quantidade de vagabundos que não quer mais trabalhar e não tem a decência de pedir demissão. O direito existe para amparar tanto o empregado como o empregador. O que ocorre é que, hoje em dia, o empregador é o pólo mais fraco dessa relação, e o empregado faz o que bem quer. Fico doente quando vejo alguém que quer sair da empresa e se nega a pedir demissão dizer que “vai perder os direitos”. Ora, que direitos? Direito tem quem direito é.

  41. george tavares cupertino disse:

    gostei muito da entrevista,meu problema e diferente,vivo na china a 23 anos sempre fui um bom funcionario todos amigos e clientes falam o mesmo!agora eu arrumei um novo trabalho e pedi demicao,meu chefe falou ok eu trabalho mais 30 dias e a empresa me da a carta de apresentacao….mais o viza e permiso de trabalho vai ser cancelado!falou meu chefe.a china nao tem leis trabalhista para estrangeiros?eles estao certos em cancelar meu viza de trabalho?nao poderia ter um pouco de conciencia e dar uma autorizacao de tranferencia para nova empresa que eu vou comesar a trabalhar?oque os sr acham da minha situacao??grato george t.c

  42. Márcia Arruda disse:

    Por favor preciso de uma ajuda e não sei se devo ou não ir a frente pois não sei se tenho direitos.Perdi um filho de acidente e ele não assinou contrato com seguro de vida por erro de uma funcionária estagiária que esqueceu de lhe dar antes da morte.Conforme advogado da empresa devo entrar para receber pois ele era solteiro.sem filhos e morava comigo em minha residência.A pergunta é se eu entrar contra devo entrar com o que?Somente sobre o seguro não pago?Entro contra mais o que pois ele faleceu em dezembro e até hj nada? Indenização também? Por favor me dêem uma resposta.aguardo!

  43. Ailton martins da silva disse:

    Eu trabalho a 4 meses em uma empresa sem carteira assinada a dois meses meu patrao assinou minha carteira eu quero sair ele me fez fazer uma carta i assinar isso e correto quais meus direitos?

  44. Maria disse:

    Estou sendo prejudicada no meu trabalho com as faltas das colegas tenho que fazer o meu e o delas, pedi pra ser mandada embora mas não mandaram. existe alguma lei que me ampara? o que faço?

  45. k disse:

    Estou com problema dentro de casa, contratei uma moça para me ajudar em casa, ela esta ha 4 meses em casa morando aqui,porque foi mandada embora com 15 dias da ex patroa e nao tinha onde morar. Ela ia ter que voltar p Alagoas. Ja saiu do periodo de experiencia. Pensei que no periodo de experiencia ela aprenderia a trabalhar em casa.
    Mas cada dia que passa ela negligencia o trabalho em casa a ponto de apenas fazer o almoço e passar a tarde no sofa vendo tv
    Parece que quanto mais eu falo menos ela faz.
    Vou ter que manda la embora,só não acho justo eu pagar todos os direitos,eu não queria manda la embora ela quem esta negligenciando e me fazendo de boba.
    Como eu vou ter testemunhas para manda la embora por justa causa se somos só eu meu pai e minha filha de 08 anos em casa?
    E os direitos do empregador? Parece que só os empregados têm direito

  46. Osvaldir disse:

    O pior que tem uma cambada de vagabundo, que trabalha até vencer a experiência e depois fica bagunçando na empresa só para receber o aviso prévio. O empresário tem que sentar no colo desta cambada e ainda pagar por isso. Este país tem que mudar, fazer estes caloteiros trabalhar, ou mandar para o esquinto dos inferno este incompetentes. E isso o que acho. Sou um pequeno empresário e sinto na pele estes depoimentos, parecem santos, mas… n precisa dizer mais né? Chega deu para bola. Fui

  47. gilmara vieira lima disse:

    boa tarde
    preciso de uma ajuda, tem uma empresa que quer demitir uma funcionaria termino de contrato no sábado, mas a empresa não funciona neste dia, eles pagam as horas de sábado na semana, acordado entre as partes, eu posso colocar a data de sábado a saída da mesma.
    att.

  48. lucia disse:

    Trabalho em uma empresa a 2 anos e 8 meses pedi um acordo mas a empresa nao aceitou ela que q eu peça demissão o q eu faço, sou obrigado a assinar a demissão?

  49. Eliakim disse:

    Trabalho em uma empresa a 1ano e 8 meses pedi um acordo mas a empresa nao aceitou ela que q eu peça demissão o q eu faço, sou obrigado a assinar a demissão?

  50. DANIELE disse:

    TRABALHO EM UMA EMPRESA A 3 ANOS ESTOU COM UM BEBE DE 6 MESES PEDI UM ACORDO COM 2 MESES ESTAVA TUDO CERTO , FALTANDO UMA SEMANA PARA MINHA VOLTA JA PARA CUIMPRI O AVISO ELES VOLTARAM A TRAS E SIMPLESMENTE FALARAM QUE SE QUE QUISER QUE PEÇO CONTA , ESTOU SEM SABER O QUE FAZER MUITO DIFICIL VIU AGENTE TRABALHAR SEM QUERER , E TER QUE PEDIR CONTAR E PERDER TODOS OS DIREITOS .

  51. jessica disse:

    Boa noite..
    Fui demitida,sem justa causa, dia 01/05/2015 minha gerente não comunico o sindicato no prazo correto sobre meu aviso prévio,agora veio me dizer que seria aplicada uma multa 2,000.00 pelo erro de comunicado no prazo vigente,.agora quer me força mudar a data para o dia 15/05/2015,me fazendo ameaça de advertências e ate mesmo de justa causa.estou me sentindo coagida e humilhada . É correto?O que devo fazer?
    Sem mais agradeço desde já e conto com sua orientação o mais urgente possível,pois não sei nem como irei trabalhar amanha,já que começo as 14;00 Hs.

  52. Camila Souza disse:

    No caso ,de está grávida e fazer um pedido demissão, fiz o pedido e mesmo que assim não querem dá a demissão, isso é certo? Sou obrigada a continuar trabalhando mesmo eu pedindo demissão?

  53. Marcela disse:

    Muito dificil ser empregador no Brasil!!! O funcionario nao quer nada, praticamente te obriga a mandar ele embora, ainda entra na justica. Como o empresario consegue se manter dessa maneira? os funcionarios nao tem comprometimento, faltam sem justificar, apresentam atestado falso, falam mal do patrao e da empresa no facebook e nao quer tomar justa causa? País de me….

  54. Adelson Ferreira disse:

    Depois de ter sido punido com falta por fazer prova de vestibular decidi reclamar direitos que estavam sendo negados na empresa, apos isso acontecer venho sendo perseguido desrespeitado e ofendido pela sindica do prédio e subsíndica que fazem comentários ofensivos a meu respeito e ate pararam de falar comigo assim como seus familiares. A empresa vem descumprindo direitos da NR 24 entre outros e por questionar a administração a situação vem cada vez mais se agravando pro meu lado. Dizem inclusive que os poucos atestados que tenho são comprados e que procuraram motivos para que eu seja demitido por justa causa o que me gera medo. A situação financeira não é das melhores no condominio e por este motivo tentam forçar minha saida com ameaças e comportamento hostil.
    Diante disto e outras coisas mais gostaria de saber se posso ingressar com recissão indireta do contrato uma vez que permanecer por lá torna-se desagradavel arriscado e constrangedor?
    desde ja agradeço.

  55. Marcio disse:

    Olá. Comecei a trabalhar registrado-CLT dia 22/04. No dia 24/04 recebi a notícia de uma outra seleção de aprovado com uma proposta melhor e planejamento de carreira melhor. Minha duvida é: Será que não vou me sujar?, Como eu pediria demissão? Será que não entraria no Art. 482, 483 da CLT?

  56. Evandro Correia disse:

    Priscila, quem está sendo lesado é o governo, você e a empresa estarão cada um roubando um pouco.

  57. Priscila disse:

    Olá..pedi demissão da empresa em que trabalho há um ano quando fui assinar a demissão me ofereceram para fazer um acordo de devolver os 40% e receber o
    Fgts ..No momento não
    Assinei nd dei um prazo pra eles até segunda para pensar ..Gostaria de uma opinião se aceito ou não tenho medo de estar sendo lesada…

  58. tiago disse:

    ola boa noite estou tendo um problema em meu serviço e gostaria de saber o q posso fazer .
    pedi para ser mandado embora e meu encarregado junto com a psicologa e com a chefe de hotelaria autorizaram a minha saída ,mas porem o chefe do rh não concordou .e pede para que eu peça a conta .
    precisei viajar e avisei meu encarregado ..e agora voltei e passado dois dias de trabalho o chefe do rh me deu uma suspenção de 7 dias ..e falou q assim vai fazer com q eu peça a conta porem nao assinei a carta de suspenção ..queria saber se a empresa pode fazer isso porque estou a 4 anos na empresa e nunca assinei uma advertencia e agora estou achando injusto pois falei q keria sair da empresa sem precisar dar trabalho a eles e o chefe do rh fala q vai forçar eu pedir a conta ou uma possivel justa causa ..tem como alguem m instruir sobre o q devo fazer ??obrigado

  59. Leticia disse:

    Olá, boa tarde trabalho na empresa como frentista no periodo de 4 meses, porém não estou mais em condições de trabalhar pois minha gravidez e complicada e estou de 8 semanas. só que eu ainda não falei nada no meu trabalho estou tentando de todas as formas ser mandada embora.O que faço pra não ser mandada por justa causa?

  60. Flavianna Pinheiro disse:

    Boa tarde!
    Bom, trabalho em uma filial desde 10/2013….porém, ano passado engravidei, durante a gravidez, sofri perseguição por parte da gerente, chegando a me dar suspensão, por ter faltado para fazer exames pré-natais, mais enfim…em novembro com 6 meses de gravidez minha bebe nasceu, mas não sobreviveu, minha gravidez desde o inicio foi sempre delicada…Mas, desde 23/11/2014 eu estava de licença maternidade….e já peguei as férias, volto a trabalhar dia 16, semana que vem, porém nesse tempo, mudei de cidade, que fica a duas horas de Maceio….e já soube, que não pretendem me demitir, sendo que até mesmo antes de entrar de licença, conversei com gerente, conversei com gerente regional, explicando que não posso pedir a demissão, pois preciso do valor da rescisão…e agora vou ter que pagar uma pensão pra ficar em Maceió pra poder ficar perto do trabalho, longe de minha família que vai ficar em Arapiraca, e também tem outra questão que faço faculdade em Arapiraca, ou seja vou ter faltas na Faculdade…..bom, enfim, gostaria de saber se posso solicitar a rescisão indireta nesse caso? e como devo agir!….gostaria também de esclarecer uma duvida, me falaram que não vão me demitir, pois não estão podendo demitir ninguém….a algo de especial em abril? dissidio? que não possa demitir ninguém?….agradeço desde já

  61. Phil disse:

    É… Ser empresário neste país não é nada fácil… o cara decide que não quer mais e o empregador tem que pagar por isso??? Por isso este país não vai pra frente.

  62. Margarida da Penha Lopes disse:

    Boa noite, fiz um acordo na empresa em que eu trabalhava.A empresa depositou minha recisão,
    Mas agora fiquei sabendo, que tenho que devolver a multa não sobre o FGTS e sim sobre o valor total da recisão.
    O que devo fazer.

  63. Rafaela disse:

    Boa Tarde, sou estudante em Rh, trabalho em uma imobiliária como auxiliar de escritório. Quero estar entrando na minha área, porém tentei fazer acordo e meu patrão não quis, ele não quer me mandar embora, pois disse que não tem motivos para isso. Vou terminar a faculdade esse ano de 2015, e quero estar atuando na minha área, pois como auxiliar de escritorio na imobiliaria já não me vejo mais, não tenho motivação, não tenho ânimo. Não sei o que eu faço, pois dependo do salário para continuar pagando a faculdade .

    Me ajudem Por favor!

    Obrigada !!

  64. Margarete disse:

    Boa noite, eu gostaria de saber se tenho alguma chance de ganhar um processo de rescisão indireta contra a empresa que trabalho atualmente. Estou registrada em contrato CLT desde 07/12/2011 e atualmente estou tendo problemas com a entrega de atestados de acompanhante da minha filha especial, a empresa não esta aceitando os atestados e esta descontando as faltas, pedia a mesma para que me mandasse embora e a resposta foi que não podem, mas minha filha necessita dos tratamentos e só tem a mim para acompanhar, além disso a empresa me ameaça com medidas disciplinares sendo que mostro a eles os atestados e os mesmos não aceitam, e mesmo os dias que não falto fico sem fazer nada na empresa pois dizem que não tem serviço.

    Podem me ajudar com essa duvida por favor?

    Obrigada!

  65. ANDRIELE disse:

    Estou com o pedido de rescisão indireta, só que agora eu estou querendo entrar em um acordo com a Empresa. mais a Empresa não quer fazer acordo! o que faço?

  66. renata disse:

    estão me tratando com frieza no trabalho. as vezes falam indiscretas. caso eu procure a justiça
    minha carteira não é assinada. foi opção minha pedi por mais de 6 mese pra assinarem nunca falavam nada. quanto eu estava com quase um ano de trabalho aí pediram minha carteira. então disse que eu não queria mais.
    SÓ QUE NÃO É ESSE O PROBLEMA EU QUERO SABER SE POSSO PEDIR DEMISSÃO. TENHO DIREITO A RECEBER ALGUMA COISA SEM QUE EU PRECISE ENTRAR NA JUSTIÇA?

  67. paula guimaraes disse:

    ola quero ser mandada embora pois estou entrado no segundo semestre da faculdade e gostaria de fazer estagio,mas a empresa que eu trabalho, não quer mandar embora, o que eu faço.

  68. eric fumiaki disse:

    quero entrar em acordo com o pratao só que recebo mais que esta registrato na carteira,assino um recibo,referente a bonus,naum fico com nenhuma via só o patrao,como faço pra receber com o valor total.estou a mais de 2anos nesta empresa,nunca tive direito a um domingo de folga trabalho de terça a domingo das 10hrs ate 22hrs sem receber horas extras, se possivel tire minhas duvidas obrigado

  69. suellen disse:

    Bom dia.
    Trabalho em uma empresa há mais de 2 anos, como motorista, fui pedir para me demitirem fiz a proposta mas nao obtive acordo em fim não quiseram me demitir.Tenho informações que essa tal empresa está colocando os funcionários por justa causa,ja tive ate a informação que o judiciário da cidade sempre esta dando razão para a empresa.Minha duvida é: Se eu for demitido por justa causa posso jogar a empresa na justiça por outra cidade ou ate mesmo em outro estado?

  70. Paulina Couto disse:

    Trabalho numa loja ha 4anos.Quando entrei tinha 17anos e nao entendia nada de nada,e por isso me faziam de boba.No meu contra-cheque vem escrito que sou balconista,mas sou encarregada de fazer os servicos de banco,tirar notas fiscais de 2lojas,cadastrar as mercadorias e por preco,atender cliente(as vezes ate 3de uma vez),arrumar estoque,e limpar a loja completamente todos os dias,na parte da manha.Durante todo este tempo que estou aqui,sempre trabalhei sozinha,exceto no mes de dezembro de cada ano,onde meu patrao e minha patroa colocava mais uma funcionaria para ajudar.Trabalho de 08:00 as 11:00 e de 12:30 as 19:30,de segunda a sabado,ganhando apenas R$802,00.Nao estou satisfeita!!Ele nao aceita nenhum tipo de acordo,nem quer diminuir o trabalho,nem colocar uma ajudante fixa e sem contar as ferias q sempre ganho picadas.Tiro 4dias,depois de uns 3meses tiro uma semana…e nunca tiro 30dias de ferias no ano. O 1/3de ferias q tenho direito de receber no ano,ele me paga qd ja esta vencendo as ferias do outro ano.Confesso que sou do tipo que “nao gosto muito de falar varias vezes a mesma coisa”.Nao quero parecer chata.Acontece que patrao so pensa em si mesmo e nao ta nem ai pra funcionario.-“Se nao quer,se demite,pois nao mando vc embora!”.É assim que ele diz,logicamente,afinal nao achara nunca outra boba ,como eu.Acham que esta certa a justica de nosso pais?Um funcionario,muitas vezes exemplar cansa de nao ser reconhecido pelo patrao e quer sair.Mas tem que ficar “engolindo sapo”,por que se ele se demitir perde todos os seus direitos,prejudicando todo o seu futuro,e jogando todo o tempo de trabalho,praticamente,no lixo.Essa e a lei trabalhista!!! : (

  71. jussara disse:

    eu vivo uma situacao bastante dificil onde eu n trabalho estou sendo perseguida o tempo todo pelo subgerente eu ainda acho que e abuso de poder na verdade ja tenho mais de 8meses pedindo para sair da empresa e sabe o que eles me respondem peca pra sair ou nao vou te demitir agora resolverao mim perseguir ate ligando para os medicos gue eu vou eles querem sabe se e verdade eu estou achando gue eles estao procurando um meio de me dar uma justa causa so para eu perder meus direitos na empresa isso e uma vergonha para um funcionario que quer apenas seus direitos de cidadao de bem

  72. Renato disse:

    Infelizmente vejo como as coisas estão extremamente distorcidas, os direitos de uns sendo aclamados por outros, ou seja, um que quer pedir demissão solicitando direitos de quem não quer ser demitido. Vejo neste cenário que temos que assumir nossos riscos, se quer realmente os direitos de ser demitido, nem que isso lhe custe a carreira ou boas indicações, assuma o risco e faça o que acha que tem que fazer, agora não transfira a responsabilidade de sua escolha para seu empregador. Estive pensando como as empresas poderiam minimizar essa questão, e a única coisa que me passou foi que… sei que posso causar certa polemica… mas vai lá a minha ideia. Tudo o que o funcionário mais quer, ou pelo menos a maioria, é ter um melhor emprego, melhor salario, ou somente mesmo um outro ambiente de trabalho, talvez em alguns casos, principalmente para empregos de menor instrução a solução esteja em aumentar o grau de escolaridade destes funcionários e estes, por novas oportunidades no mercado, conseguirem um melhor emprego.
    Sei que pode parecer um sonho em uma terra de “Alice” mas realmente acredito nisso.

  73. Paulo disse:

    É muito fácil para o empregador negar o acordo e dizer que o funcionário que tem que pedir demissão, mas esquece que o mesmo tem família e contas pra pagar. O acordo é a melhor saída para as duas partes. Para o funcionário que esta descontente com a empresa é deprimente continuar em um lugar onde muitas vezes não é valorizado entre outras coisas, para o empregador não é negócio manter um empregado que não pensa mais em continuar e não esta satisfeito. Esse tipo de “corpo mole” do funcionário só acontece por CULPA DA EMPRESA que nega um acordo. Se o funcionário quer devolver os 40% aceitem, é a melhor saída para os dois lados.

  74. Caroline disse:

    Olá, trabalho há 2 anos certos em carteira em uma empresa no turno tarde , na carteira está como recepcionista, mas atendo 1 telefone fixo e 4 celulares mais atendimento presencial, faço preenchimento de matriculas e ligaçoes para alunos informando mudanças de horarios dentre outros, assim que entrei na empresa o horario de trabalho era de segunda á sexta de 14h ás 20:30 e no sabado de 13:00 ás 19:00 sem intervalo, em seguida houve mudança de 13:30 ás 21:00 e sabado de 13:00 ás 19:00 com intervalo de 30min (sabado sem intervalo) sem precisar assinar novo contrato, agora houve outra mudança, em que entro 12:00 até 21;00 com 1h de intervalo, o novo contrato está me causando problemas, pois moro distante da empresa e saio de casa ás 10h e a noite chego quase 23h. ainda nao assinei o contrato, hoje (14-05) conversei com a administração contando minha insatisfação, ela disse q nada pode fazer, pois sao normas, aleguei que pelo horario estar assim, nao estou conseguindo almoçar,nem me alimentar direito no geral e que isso implicaria na minha produtividade e que também nos proximos meses eu estaria ingressando numa faculdade no turno da noite, ela falou que aí ja sao questoes pessoais , se eu nao assinar o novo contrato posso ser demitida por justa causa?

  75. Denisio Ribeiro Da Silva Filho disse:

    Trabalho em uma empresa de Porteiro Noturno a minha férias está vencida,fui a empresa pedir a mesma e o empregador pediu para fazer um acordo trabalhista e ainda quer os 40% de volta a empresa alegou problemas.por favor o que devo fazer.

  76. Angela disse:

    Realmente é uma faca de dois gumes. Estou passando por isso na empresa em que trabalho (sou do setor de RH). Temos uma empregada que foi muito boa por um tempo, mas há uns meses vem faltando muito ao trabalho, muitos atestados… hoje a chamei para conversar e ver o que estava acontecendo, como estava a saúde dela. Surpresa com a resposta: NÃO QUERO MAIS TRABALHAR AQUI… NÃO GOSTO MAIS DAQUI!… Caracas!!!! e por que não vem e pede para sair? EU QUERO QUE A EMPRESA ME MANDE EMBORA… olha, eu também sou empregada. Mas esse tipo de coisa me deixa indignada! Veio até a empresa pedir trabalho. A empresa não foi atras dela! Que seja profissional e saia por vontade própria. No entanto agora, ficamos preocupados com o desenvolvimento do trabalho dela. Pois descontente e querendo cavar uma demissão sem justa causa, como será seu comportamento, seu trabalho? É muito complicado mesmo…

  77. Alexandre disse:

    Caro Danilo, o que você e a maioria das pessoas precisam entender é que os direitos trabalhistas para os trabalhadores demitidos sem justa causa são única e exclusivamente para os trabalhadores demitidos sem justa causa. Desculpe-me se pareceu redundante. Para o trabalhador que não deseja mais continuar numa determinada empresa apenas o direito de manifestar sua vontade formalizando o aviso prévio lhe é assegurado.
    Quando você diz: “Não quero continuar na empresa, eu só quero receber meus direitos”, entenda que, se você não quer continuar na empresa você não tem direito ao seguro desemprego, nem a multa de 40% sobre o FGTS e nem mesmo ao resgate do FGTS. Não basta querer o direito. Acordo é crime e tanto empregador como empregado estão sujeitos a pena quando comprovada a prática. Portanto, se deseja sair, peça demissão. Se não pode ficar sem salário, procure outro emprego antes de sair atentando-se ao prazo do aviso prévio. Entenda que seu único direito nesse caso é o de ser desligado pela empresa imediatamente após o prazo do aviso prévio. Abraço.

  78. Eduardo disse:

    Ola, tenho empresa em V O T O R A N T I M (com N mesmo!!! Favor ler a própria regra escrita…)
    Parabens Joao Paulo pelo texto. Estou com uma situação semelhante na empresa, porem, os sindicatos dao muita forca aos funcionários direcionado os mesmo com regras e atitudes erradas e dessa maneira os mesmo se sentem amparados por leis que, na cabeça deles, existem.

  79. Danilo ferreira almeida disse:

    olá eu quero resolver um problema.
    eu trabalho numa empresa vai fazer 3 anos no dia 17/01/2014.
    eu queria ser demitido e eles não quiseram,
    não quero continuar na empresa, eu só quero receber todos meus direitos.
    porque sempre fui um funcionário exemplar,
    e não quero ser mandado embora por dar mancada como por exemplo:chegar a atrasado
    e chegar atrasado,isso não é meu perfil.
    só quero resolver meus direitos
    se puder me ajudar agradeço.

  80. Paulo Escobar disse:

    O sujeito é corrigido do erro de gramática e continua escrevendo errado. ( ” imterpretação”). Sinceramente não tem crédito algum o seu texto.

  81. alex iope disse:

    muito bom gostei bastante, no momento me encontro nessa situação,meio que não sabia como prosseguir.

  82. ELIS MUNIZ disse:

    Gostei muito do conteúdo PARABÉNS! pois acredito que acrescenta sempre dividir conhecimentos.

  83. Martins disse:

    MELHOR DO QUE A FORMA O CONTEÚDO ESTÁ EXCELENTE! Parabéns!!

  84. Pasquale disse:

    Sr. Paulo, o senhor escreveu a palavra “INTERPRETAÇÃO” por duas vezes com a letra M antes do T, demonstrando total desconhecimento de sua lingua nativa.

    Portanto me recuso dar crédito ao conteúdo de seu comentário, uma vez que lamentavelmente você não consegue dominar a lingua que fala desde que nasceu, lhe pergunto: como irá dominar assuntos envolvendo a legislação trabalhista brasileira?

    Aqui vai uma regra que vai te ajudar, antes das letras P e B usa-se M. Antes de todas as outras de nosso alfabeto, usa-se N. ok?

  85. Paulo disse:

    O texto é muito bom, no dia a dia enfretamos batalhas com funcionarios, tivemos problemas com um funcionario que queria de qualquer forma que a empresa fizsse o tal “acordo”, mas a empresa não faz, o funcionario começou a faltar , foi notificado tres vezes, não compareceu foi demitido por justa causa, depois ele entrou com ação trabalhista e o Juiz recem concursado que antes exercia a profissão de advogado de sindicato simplesmente alegou ao advogado da empresa que leu o processo e que era pra fazer o acordo porque senão ele iria sentenciar um valor mais alto e a empresa teria que recorrer e os custos não valeria a pena para a empresa. O advogado da empresa contestou e informando que tinhamos provas do abandono do trabalho, mas o Juiz falou que ele já tinha lido o processo e era uma questão de IMTERPRETAÇÃO, ou seja, na opiniao dele “juiz”, ele intrpretou que o funcionario não abandonou o emprego e forçou o acordo para encerrar o processo. então o advogado nem precisa perder tempo com provas no processo poque a IMTERPRETAÇÃO dele é que vale mais do que qualquer prova e documentos.

  86. Rodrigo disse:

    Uma das nossas funcionárias pediu para fazer acordo, porém, como este tipo de acordo é crime, não fizemos, como consequência ela fica mal humor o dia todo e demonstra claramente o “corpo mole”. Estou mantendo a postura de não retroceder, principalmente para aquilo que é errado. O que fazer? A lei mais beneficia o funcionário nesta situação do que o empregador, que tem que se sujeitar a este tipo de conduta do empregado.

  87. felipe disse:

    Excelente texto! É exatamente o que estou passando neste momento… Já pedi demissão duas vezes e não o fizeram. Não sei o que fazer!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *