Início » Economia » Negócios » Produtores rurais de MT se unem para solucionar problema de transporte
Mato Grosso

Produtores rurais de MT se unem para solucionar problema de transporte

Para acelerar o escoamento de suas safras, produtores rurais de Mato Grosso entraram na disputa pela concessão para a construção da Ferrovia Leste-Oeste. A estrada de ferro ligará o município de Uruaçu, no norte de Goiás, à área mais importante de produção agrícola mato-grossense, em Lucas do Rio Verde, e irá até o sul de Rondônia. A estimativa inicial é de que a ferrovia transporte dez milhões de toneladas de grãos.

Uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) foi criada por consórcio de 21 cooperativas agropecuárias do Centro-Oeste junto com grandes produtores rurais, tradings e empresas operadoras de ferrovias para que a produção rural da região Norte tenha uma alternativa logística de saída pelos portos. Para captar os recursos necessários à formação da empresa, os produtores vão aportar cinco sacas de soja por hectare. Já as cooperativas destinarão parte de seus ativos para recebimento futuro das empresas associadas à operação.

Mato Grosso está ligado à malha ferroviária há pouco tempo. A Ferronorte, que funciona apenas com a primeira parte do projeto iniciado em 1992, é responsável pela importação e a exportação do estado. Seu potencial de carga é de 6,56 milhões de toneladas – bem abaixo do proposto pela nova ferrovia. Por isso, os produtores mato-grossenses, que estão na vanguarda do agronegócio brasileiro, precisam e estão agindo para que o estado tenha uma malha rodoviária, ferrovias e portos eficazes no escamento de suas produções.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *