Início » Economia » Internacional » Setor de superiates britânico passa por uma ótima fase
Embarcações de luxo

Setor de superiates britânico passa por uma ótima fase

Embora grande parte do setor naval britânico tenha desaparecido sem deixar vestígios desde a Segunda Guerra, o nicho de superiates do país passa por uma ótima fase

Setor de superiates britânico passa por uma ótima fase
A era de austeridade é passado para os estaleiros da Sunseeker, a maior fabricante britânica de superiates (Reprodução/Getty)

A era da austeridade para estar num passado distante para os estaleiros da Sunseeker, a maior fabricante britânica de superiates, sediada em Poole,cidade costeira na região sudoeste do país. A empresa opera à capacidade máxima, sendo que a maior parte dos barcos em construção é da categoria mais luxuosa. Um iate de 28 metros de comprimento custa por volta de £8 milhões; um de 40 metros pode custar £11 milhões. Vê-se na frente de um enorme galpão aproa de uma enorme embarcação, parcialmente construída, de três deques e 48 metros, ao custo de £20 milhões. O último desses gigantes foi vendido para Eddie Jordan, empreendedor do setor de motocicletas. Jordan parece gostar dos barcos Sunseeker, já que comprou dez deles ao longo dos anos.

Embora grande parte do setor naval britânico tenha desaparecido sem deixar vestígios desde a Segunda Guerra Mundial, o nicho de superiates do país passa por uma ótima fase. Isso reflete uma tendência ascendente de longo prazo, embora à taxa de aumento mais baixa desde a crise financeira de 2008.

Há algumas tempestades no horizonte, afirma Robert Braithwaite, fundador da Sunseeker. Sanções ocidentais sobre os correligionários e compadres de Vladimir Putin, presidente da Rússia, impostas como resultado da guerra na Ucrânia, estão tendo um impacto sobre o mercado; essas pessoas costumavam estar entre os melhores clientes de superiates, mas agora terão dificuldades para comprá-los. E também há sérios problemas em Hong Kong. Não as manifestações, mas a escassez de ancoradouros. A Sunseeker vendeu 110 superiates para pessoas em Hong Kong na última década, mas já não há vagas para estacioná-los.

Fontes:
The Economist-We are sailing

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *