Início » Economia » Negócios » Soluções inteligentes para recarregar carros elétricos
The Economist

Soluções inteligentes para recarregar carros elétricos

Nisan usa bateria de carro elétrico Leaf para fornecer eletricidade à casa do proprietário do carro

Soluções inteligentes para recarregar carros elétricos
Carros elétricos poderiam sobrecarregar a rede elétrica (Fonte:Reprodução/AP)

Carros elétricos e híbridos podem representar 15% do novo mercado de carros até 2020, a depender do preço do petróleo. Isso significa que em alguns lugares muitos veículos serão plugados na tomada simultaneamente após a volta para casa depois do trabalho para serem recarregados para o dia seguinte. A súbita demanda por energia que isto gerará, além do pico noturno, poderia colocar os pequenos transformadores que servem redes locais sob considerável pressão – possivelmente a ponto de causar blecautes.

De modo a dissuadir os donos de carros elétricos a recarregar seus veículos no horário de pico e encorajá-los a fazê-lo nas horas calmas da manhã, algumas companhias elétricas estão introduzindo um esquema de preços mais baixos nas horas fora do pico para carros elétricos. Muito melhor, argumenta Alex Rogers e seus colegas da Southampton University , na Inglaterra, que os proprietários de carros sejam representados em suas interações com o fornecedor de energia local por agentes que têm a capacidade de negociar acordos em seu nome. Estes agentes negociariam uns com os outros, e com a companhia elétrica, para cobrar aos carros de uma certa região do modo mais eficiente. A inovação é que os agentes que Rogers propõe que se contrate para a tarefa não são pessoas, mas programas de computador.

Tudo que um motorista precisaria fazer quando conectasse seu carro ao ponto de eletricidade numa noite é informar ao sistema, talvez através de um teclado, quando ele gostaria de dirigir o veículo novamente e a distância estimada do seu trajeto. As negociações então aconteceriam num sistema de computadores que ligaria todos os pontos locais de recarga de veículos.

Ao fim do dia, o programa poderia agir tanto como vendedor quanto como comprador. As baterias de carros estacionados poderiam, de acordo com alguns visionários, atuar como reservatórios acessíveis pelas companhias elétricas para amenizar picos e vales da demanda.

Um projeto que está sendo desenvolvido no Japão pela Nissan, a montadora de um carro elétrico chamado Leaf, pode ser o primeiro passo nessa direção. A ideia é empregar a bateria de um Leaf para fornecer eletricidade à casa do proprietário do carro. A Nissan espera que uma bateria totalmente carregada possa abastecer a residência média japonesa por dois dias, o que ajudaria deveras em casos de blecautes ocasionados por terremotos ou furacões, ambos comuns no Japão. Se tal ideia funcionar, estaríamos a um passo de poder abastecer a rede elétrica como um todo em troca de um desconto na conta de luz.

 

 

Fontes:
Economist - Bidding for volts

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Rudy Lang disse:

    Lamento informar que aqui não daria certo, pois o pessoal do executivo e legislativo iria querer cobrar 42% de imposto tanto pela venda quanto pela compra de eletricidade. No fim das contas, ainda ficaríamos devendo para a besta consumidora de impostos.
    Esqueçam.
    Rudy

  2. leticia silva jordao disse:

    eu acho que o mundo esta evoluindo demais,mais eu acho isso bom,pq a cada vez que o mundo evolui,fica melhor,pois com o tempo,nos iremos entender a tecnologia do mundo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *