Início » Economia » Novo imposto para a saúde é aprovado no Congresso
CPMF reeditada

Novo imposto para a saúde é aprovado no Congresso

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Foi aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS). A proposta ainda terá que ser votada pelo Senado.

A CSS incidirá sobre as operações financeiras com uma alíquota de 0,1% e entrará em vigor a partir de janeiro de 2009. O governo espera obter uma arrecadação de R$ 11,8 bilhões anuais com a nova tributação.

A CSS exclui a tributação de pagamento a trabalhadores assalariados, aposentados e pensionistas do INSS que recebem até R$ 3.038 mensais.

Veja aqui todos os deputados que votaram a favor da "nova CPMF":

 

Partido: PCdoB

 

Aldo Rebelo

SP

Alice Portugal

BA

Daniel Almeida

BA

Edmilson Valentim

RJ

Evandro Milhomen

AP

Flávio Dino

MA

Jô Moraes

MG

Manuela DÁvila

RS

Osmar Júnior

PI

Perpétua Almeida

AC

Renildo Calheiros

PE

Vanessa Grazziotin

AM

 

Partido: PDT

 

Ademir Camilo

MG

Brizola Neto

RJ

Dagoberto

MS

Damião Feliciano

PB

Davi Alves Silva Júnior

MA

Giovanni Queiroz

PA

João Dado

SP

Marcos Medrado

BA

Mário Heringer

MG

Paulo Pereira da Silva

SP

Pompeo de Mattos

RS

Sérgio Brito

BA

Vieira da Cunha

RS

Wolney Queiroz

PE

 

Partido: PHS

 

Felipe Bornier

RJ

Miguel Martini

MG

 

Partido: PMDB

 

Alexandre Santos

RJ

Aníbal Gomes

CE

Antônio Andrade

MG

Antonio Bulhões

SP

Átila Lins

AM

Carlos Alberto Canuto

AL

Carlos Bezerra

MT

Celso Maldaner

SC

Cezar Schirmer

RS

Cristiano Matheus

AL

Darcísio Perondi

RS

Edio Lopes

RR

Edson Ezequiel

RJ

Eduardo Cunha

RJ

Elcione Barbalho

PA

Eliseu Padilha

RS

Eunício Oliveira

CE

Fátima Pelaes

AP

Fernando Diniz

MG

Fernando Lopes

RJ

Flávio Bezerra

CE

Gastão Vieira

MA

Geraldo Pudim

RJ

Geraldo Resende

MS

Henrique Eduardo Alves

RN

Hermes Parcianello

PR

Ibsen Pinheiro

RS

Íris de Araújo

GO

João Magalhães

MG

João Matos

SC

Joaquim Beltrão

AL

Jurandil Juarez

AP

Leandro Vilela

GO

Luiz Bittencourt

GO

Marcelo Almeida

PR

Marcelo Castro

PI

Marcelo Melo

GO

Maria Lúcia Cardoso

MG

Marinha Raupp

RO

Mauro Benevides

CE

Mauro Lopes

MG

Mendes Ribeiro Filho

RS

Moacir Micheletto

PR

Natan Donadon

RO

Nelson Bornier

RJ

Nelson Trad

MS

Odílio Balbinotti

PR

Olavo Calheiros

AL

Osmar Serraglio

PR

Osvaldo Reis

TO

Paulo Henrique Lustosa

CE

Paulo Piau

MG

Pedro Chaves

GO

Pedro Novais

MA

Professor Setimo

MA

Rita Camata

ES

Saraiva Felipe

MG

Solange Almeida

RJ

Tadeu Filippelli

DF

Valdir Colatto

SC

Veloso

BA

Vital do Rêgo Filho

PB

Waldemir Moka

MS

Wilson Braga

PB

Wilson Santiago

PB

Wladimir Costa

PA

Zé Gerardo

CE

Zequinha Marinho

PA

 

Partido: PMN

 

Silvio Costa PE

PE

 

Partido: PP

 

Benedito de Lira

AL

Ciro Nogueira

PI

Eduardo da Fonte

PE

Eliene Lima

MT

Eugênio Rabelo

CE

George Hilton

MG

Gladson Cameli

AC

João Leão

BA

João Pizzolatti

SC

José Otávio Germano

RS

Lázaro Botelho

TO

Luiz Fernando Faria

MG

Márcio Reinaldo Moreira

MG

Mário Negromonte

BA

Nelson Meurer

PR

Neudo Campos

RR

Pedro Henry

MT

Ricardo Barros

PR

Roberto Britto

BA

Simão Sessim

RJ

Vilson Covatti

RS

Waldir Maranhão

MA

 

Partido: PR

 

Airton Roveda

PR

Aracely de Paula

MG

Chico Abreu

GO

Chico da Princesa

PR

Dr. Adilson Soares

RJ

Giacobo

PR

Inocêncio Oliveira

PE

Jaime Martins

MG

José Santana de Vasconcellos

MG

Leo Alcântara

CE

Lincoln Portela

MG

Lucenira Pimentel

AP

Luciano Castro

RR

Lúcio Vale

PA

Marcelo Teixeira

CE

Marcio Marinho

BA

Quintella Lessa

AL

Maurício Trindade

BA

Milton Monti

SP

Neilton Mulim

RJ

Nelson Goetten

SC

Valdemar Costa Neto

SP

Vicente Arruda

CE

Vicentinho Alves

TO

Wellington Fagundes

MT

 

Partido: PRB

 

Cleber Verde

MA

Léo Vivas

RJ

Marcos Antonio

PE

Walter Brito Neto

PB

 

Partido: PSB

 

Ana Arraes

PE

Ariosto Holanda

CE

Átila Lira

PI

B. Sá

PI

Beto Albuquerque

RS

Ciro Gomes

CE

Dr. Ubiali

SP

Eduardo Lopes

RJ

Fernando Coelho Filho

PE

Givaldo Carimbão

AL

Laurez Moreira

TO

Lídice da Mata

BA

Manoel Junior

PB

Marcelo Serafim

AM

Márcio França

SP

Maria Helena

RR

Ribamar Alves

MA

Rodrigo Rollemberg

DF

Sandra Rosado

RN

Valadares Filho

SE

Valtenir Pereira

MT

 

Partido: PSC

 

Costa Ferreira

MA

Deley

RJ

Eduardo Amorim

SE

Filipe Pereira

RJ

Hugo Leal

RJ

Takayama

PR

 

Partido: PT

 

Adão Pretto

RS

Angelo Vanhoni

PR

Anselmo de Jesus

RO

Antônio Carlos Biffi

MS

Antonio Carlos Biscaia

RJ

Antonio Palocci

SP

Beto Faro

PA

Cândido Vaccarezza

SP

Carlito Merss

SC

Carlos Abicalil

MT

Carlos Santana

RJ

Carlos Zarattini

SP

Cida Diogo

RJ

Dalva Figueiredo

AP

Décio Lima

SC

Devanir Ribeiro

SP

Dr. Rosinha

PR

Eduardo Valverde

RO

Elismar Prado

MG

Eudes Xavier

CE

Fátima Bezerra

RN

Fernando Ferro

PE

Fernando Melo

AC

Francisco Praciano

AM

Gilmar Machado

MG

Guilherme Menezes

BA

Henrique Afonso

AC

Henrique Fontana

RS

Iran Barbosa

SE

Iriny Lopes

ES

Janete Rocha Pietá

SP

Jilmar Tatto

SP

Jorge Bittar

RJ

José Airton Cirilo

CE

José Eduardo Cardozo

SP

José Genoíno

SP

José Guimarães

CE

José Mentor

SP

Joseph Bandeira

BA

Leonardo Monteiro

MG

Luiz Bassuma

BA

Luiz Couto

PB

Luiz Sérgio

RJ

Magela

DF

Marco Maia

RS

Maria do Carmo Lara

MG

Maria do Rosário

RS

Maurício Rands

PE

Miguel Corrêa

MG

Nazareno Fonteles

PI

Nelson Pellegrino

BA

Nilson Mourão

AC

Odair Cunha

MG

Paulo Pimenta

RS

Paulo Rocha

PA

Paulo Teixeira

SP

Pedro Eugênio

PE

Pedro Wilson

GO

Pepe Vargas

RS

Reginaldo Lopes

MG

Sérgio Barradas Carneiro

BA

Tarcísio Zimmermann

RS

Vander Loubet

MS

Vicentinho

SP

SC Sim Virgílio Guimarães

MG

Vignatti Sim

SC

Walter Pinheiro

BA

Zé Geraldo

PA

Zezéu Ribeiro

BA

 

Partido: PTB

 

Alex Canziani

PR

Armando Abílio

PB

Arnon Bezerra

CE

Augusto Farias

AL

Jovair Arantes

GO

Luiz Carlos Busato

RS

Nelson Marquezelli

SP

Paes Landim

PI

Pastor Manoel Ferreira

RJ

Paulo Roberto

RS

Pedro Fernandes

MA

Sérgio Moraes

RS

Tatico

GO

 

Partido: PTC

 

Carlos Willian

MG

 

Partido: PTdoB

 

Vinicius Carvalho

RJ

 

 

Fontes:
Veja - Câmara aprova o novo tributo para a saúde

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Henrique disse:

    A turma do PT (Partido dos Traidores) votou em peso na nova CSS … os mesmos que tanto criticaram FHC quando este criou a antiga CPMF. Nota-se que em nosso país inexiste "direita" ou "esquerda" … nossos políticos são todos movidos a interesses e ganância próprios – que denominação será que criaram para comprar todos estes votos (mensalão II ?). Vamos esperar a votação do Senado e se não tiver jeito só espero que estes recursos sejam "realmente" aplicados na saúde ao contrário do que aconteceu com a antiga CPMF.

  2. Alvaro Sanção disse:

    Novamente assistimos os representantes do povo, e por ele eleitos, a votarem contra os interesses desses que os elegeram.

    Desnecessário comentar aqui se o povo é contra ou a favor desse novo imposto ou "contribuição", como preferem chamar.

    Também descessário comentar, aquilo que todos já sabemos de "ante-mão", que essa nova contribuição não irá em nada melhorar o Sistema de Saúde.

    Já é comum assitirmos esses representantes, votarem sempre a favor de tudo o que onera o salário, a renda de todos.

    Esses nossos representantes, intitulados de Deputados Federais, integrantes do Poder Legislátivo, se transformaram em "investigadores", tamanha é a quantidade de CPI´s que são criadas no Congresso Nacional.

    Alias essa casa, que por natureza deveria legislar para defender o interesse nacional, se transformou numa "Policia Federal", paralela.

    Com a diferença aqui, que essa "Polícia Federal" paralela, investiga sempre segundo os seus interesses e daqueles à eles ligados.

    Vergonhosamente, trabalham sómente um único dia por semana, às quartas-feiras, e por isso recebem vultuosos e exagerados volumes de recursos, para "executarem" seus vergonhosos mandatos.

    A cada dia que passa, percebo que Delfin Neto, estava corretíssimo quando disse:

    " Os dia que o Brasil mais cresce, são nos finais de semana, quando o Crongresso Nacional não trabalha "

    Bom mas voltando ao cerne do tópico, agora só nos resta uma única experança, que o Senado Federal, não endosse essa vergonhosa votação do Congresso Nacional, na aprovação da nova CSS.

  3. Sandra disse:

    Esperemos que o Senado seja um pouco menos venal do que a Câmara.Este imposto não pode passar, além de inconstitucional é um escárnio extinguí-lo num ano e ressucitá-lo no outro. Foram aumentadas as alíquotas de vários outros impostos para compensar a perda desta receita, como ficarão, vão ser rebaixadas? E o fato do Governo estar lutando tanto para não vincular este imposto à saúde, é a prova mais contundente de sua má-fé e da falta de intenção de utilizá-lo na saúde…Ora, por que não vinculá-lo?Quem tem um pouco de massa cinzenta que trate de refletir e de se informar melhor.O que não cola mais é aquele discurso populista-velhaco, de que "o rico sonegador, não quer que o pobre tenha saúde"….Quem não quer que o pobre tenha nada é quem rouba o dinheiro da saúde, da educação, da segurança, enfim, de tantas coisas que este pais está carente…

  4. Isabel Lisboa disse:

    A pobre classe média escravizada pelos impostos que têm que ser pagos para encher os bolsos de gente do governo de mau caráter espera que mais este insulto não seja aprovado. É muito fácil para os governantes taxarem aqueles que têm endereço certo e não podem sonegar como os graudos fazem por não terem vergonha na cara e terem advogados pagos para tal fim.
    O pobre assalariado , mais de 80%, paga duas vezes a saúde: a primeira com os impostos já retidos em seu contra cheque, nos produtos …. e em segundo, para ter acesso à tal saúde, é obrigado a pagar os famosos Planos de Saúde que cobram os olhos da cara e, muitas vezes não atendem às necessidades. Pagar mais um imposto para o mesmo fim, é dose de leão e prova que nossos governantes são péssimos administradores – também, com tanto desvio de verba… não é possivel honrar as funções para as quais o governo existe.
    Há várias formas de resolver esse problema, talvez demore um pouco mas, acredito que é possível: não roubar; não desviar dos cofres públicos ( viajar para o exterior naõ sabendo que não deve usar o dinheiro público ???!!!!) ;diminuir os gastos com os prisidiários ( eles têm direitos humanos todavia, as gracinhas não pensaram nos direitos daqueles que foram prejudicados…); os parasitas atuais que recebem as bolsas famílias e outras, deveriam ser educados para uma função a fim de que, dentro de um prazo estipulado, possam fazer parte de um grupo economicamente produtivo, saindo assim da boa vida para encher este país de filhos que, mais uma vez, o assalariado da classe média, tem que sustentar; usar de forma planejada o que é arrecadado com os impostos já existentes, etc..
    Para resumir, se houvesse honestidade por parte dos nossos governante, essa afronta não teria nem mesmo saído da cabeça de nossos representantes iluminados e cheios de graça que se julgam prolongamentos da própria divindade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *