Início » Economia » O Brasil não está imune à crise
Economia

O Brasil não está imune à crise

Alguns países sofrerão mais com a crise econômica mundial e outros menos, mas nenhum escapará ileso. Os reflexos no Brasil já são sentidos.

O primeiro resultado da crise no Brasil é a queda acentuada do preço das ações e na alta do dólar, cuja cotação voltou a superar R$ 2 pela primeira vez desde agosto de 2007.

Há ainda a contração do crédito externo. Com os investimentos de bancos americanos e europeus controlados, já foi reduzida a liquidez no sistema bancário do país.

Os empréstimos para as empresas e para as pessoas já ficaram mais caros em relação ao começo do ano, e os prazos diminuíram. Antes, empresas brasileiras de médio porte tinham o financiamento em doze meses, com taxas médias anuais de juros de 15%. Atualmente, esse prazo sofreu redução para dois meses e as taxas foram dobradas.

Fontes:
Veja - O inferno são os outros

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Arlon Borges disse:

    Nossa grande sorte é Lula ter mantido a política econômica de FHC. São 14 anos seguidos de racionalidade e estabilidade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *