Início » Economia » O capitalismo através dos tempos
A história do capitalismo

O capitalismo através dos tempos

Especialistas analisam a história do sistema econômico que predomina há séculos no Ocidente

O capitalismo através dos tempos
O acesso a uma informação mais disseminada aumentou o público interessado em textos econômicos (Reprodução/Internet)

Há pouco tempo, a publicação de textos de economia sofreu um grande processo de democratização. A produção de excelência acadêmica restringia-se a poucos periódicos, a maioria limitada a bibliotecas de universidades. Agora, acadêmicos ambiciosos publicam seus textos on-line e acompanham as discussões no Twitter e em outras redes sociais. Embora a democratização tenha seus críticos, o acesso a uma informação mais disseminada aumentou o público interessado em textos econômicos.

Essa divulgação mais ampla traz à tona o clássico problema dos ensaios confiáveis. Para os leitores atraídos por informações das redes sociais ou outros sites, os textos oferecem a oportunidade de estudar diversos temas. Os dois volumes do livro The Cambridge History of Capitalism , editado por dois historiadores econômicos, Larry Neal e Jeffrey Williamson, é um excelente exemplo dessa informação democratizada de uma longa análise da história de capitalismo.

O livro examina a história pré-industrial da lógica malthusiana, com ênfase na disparidade do crescimento demográfico e na produção de alimentos. Já Michael Jursa da Universidade de Viena analisa o espírito mercantilista dos babilônios no século I a.C. A paz e uma boa administração (inclusive com o investimento em sistemas de irrigação) propiciou um crescimento sustentável da produtividade agrícola, o que, por sua vez, estimulou o crescimento demográfico e o desenvolvimento do comércio urbano especializado.

Por outro lado, Sevket Pamuk da London School of Economics descreve as primeiras inovações do capitalismo com as novas formas de concessão de crédito italianas importadas da dinastia dos abássidas, que governou grande parte do Oriente Médio do século VIII ao século XVI. Mas, como mostra o segundo volume do livro, o Ocidente foi o cenário do grande desenvolvimento das instituições capitalistas, sobretudo no século XVII. Robert Allen da Oxford University atribui a Alexander Hamilton, o primeiro secretário do Tesouro dos Estados Unidos, o apoio do governo a investimentos em infraestrutura, base da prosperidade econômica do país.

Neal e Williamson publicaram um relato abrangente e minucioso do capitalismo. Poucas vezes a história econômica ficou tão acessível à consulta. As bibliotecas das universidades terão um exemplar em seu acervo, mas o conteúdo do livro não segue as normas acadêmicas rigorosas e destina-se a um público leigo, apesar do preço de £150, caro para leitores que se beneficiaram com a revolução on-line. Mas, em sua essência, isso é o capitalismo.

Fontes:
The Economist-A grand tour

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    O Oriente, Ásia a e a Eurásia são uma grande fonte de capitalismo no seu mais destrutivo grau.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *