Início » Economia » O mistério da volatilidade dos preços das passagens aéreas
Economia e aviação

O mistério da volatilidade dos preços das passagens aéreas

Saiba por que os dois trechos da conexão de um itinerário de viagem costumam ter uma tarifa menor do que um voo direto

O mistério da volatilidade dos preços das passagens aéreas
o sistema de vendas de passagens aéreas com conexões é prejudicial do ponto de vista econômico (Reprodução/Internet)

O site Skiplagged, fundado por Aktarer Zaman de apenas 22 anos, procura ofertas de passagens com tarifas mais baratas nas cidades de conexão de voos, que resultam em estratégias peculiares na compra de passagens aéreas, nas quais as passagens são oferecidas a um custo menor em viagens com conexão nos principais aeroportos. O setor de aviação nos Estados Unidos é extremamente competitivo. Como os custos operacionais dos voos são quase todos fixos (como no custo do avião, combustível e tripulação), as companhias aéreas precisam voar com a capacidade máxima de passageiros, independente do preço que o mercado possa suportar. Por esse motivo, às vezes os dois trechos da conexão de um itinerário de viagem têm uma tarifa menor do que um voo direto.

Como exemplo dessa situação peculiar, suponha que você queira viajar de Atlanta para Cincinnati no dia 6 de fevereiro. A Delta Airlines é a única companhia que tem um voo direto entre essas duas cidades nessa semana, mas com o menor preço da passagem a US$251. No entanto, a Delta também oferece voos de Atlanta a Dallas, com uma conexão em Cincinnati por US$197. Por que essa tarifa seria mais barata? Em razão de duas outras companhias aéreas também terem voos diretos de Atlanta para Dallas e, portanto, a competição dos preços das passagens nesse trajeto é feroz. No entanto, nada impede que um passageiro que queira ir de Atlanta para Cincinnati compre uma passagem de Atlanta-Cincinnati-Dallas por US$197, interrompa a viagem no meio da conexão, e faça uma economia de US$54 na passagem.

Os mecanismos que divulgam as divergências entre preços estimulam a competição e, em consequência, melhoram a economia em geral. Mas o sistema de vendas de passagens aéreas com conexões é prejudicial do ponto de vista econômico. A primeira conexão do itinerário beneficia o passageiro; mas na segunda parte da viagem os assentos vazios geram uma perda financeira para as companhias aéreas, além de prejudicarem os passageiros que não conseguiram comprar a passagem de um voo direto. Se todos os passageiros adotarem essa tática de viajar com tarifas menores em viagens com conexão, em um círculo vicioso as companhias aéreas terão de aumentar os preços das passagens dos trechos de conexão.

Fontes:
The Economist - Phantom flights

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *