Início » Economia » O papel crucial das perucas no desenvolvimento da Coreia do Sul
ECONOMIA

O papel crucial das perucas no desenvolvimento da Coreia do Sul

A fabricação de perucas na Coreia do Sul desempenhou um papel importante no desenvolvimento econômico do país

O papel crucial das perucas no desenvolvimento da Coreia do Sul
As fábricas de perucas prosperaram na Coreia do Sul (Foto: Flickr/JeepersMedia)

Na década de 1950, após uma guerra de três anos com a Coreia do Norte, em Seul, a capital da Coreia do Sul destruída pelo conflito, as mulheres começaram a cortar os cabelos em troca de alguns dólares para comprar arroz e sapatos de borracha.

Os compradores vendiam os cabelos para os fabricantes de perucas em Guro, um distrito no sudoeste de Seul, onde o governo havia construído o primeiro complexo industrial após a guerra voltado para o mercado de exportação. Durante os anos 1960, milhares de mulheres dedicaram-se a lavar, costurar os cabelos na tela das perucas e a penteá-los nas fábricas de Guro.

As fábricas de perucas prosperaram na Coreia do Sul. As mulheres sul-coreanas são as principais compradoras e não se importam em pagar US$1,000 por um modelo da Hi-Mo, um fabricante de perucas personalizadas, que abriu sua empresa de exportação em 1987 e, hoje, domina o mercado interno. As perucas são fabricadas na China com cabelos naturais de mulheres chinesas misturados com a fibra sintética NEXART criada pela Hi-Mo. Cinquenta anos depois da exportação das primeiras perucas, as fábricas da Coreia do Sul, quase todas no exterior, ainda fabricam a maioria das perucas do mundo, segundo Lee Hyun-jun, da Korean Wig Association.

A fabricação de perucas na Coreia do Sul desempenhou um papel importante no desenvolvimento econômico do país. No final da década de 1960, as perucas representaram 10% da receita das exportações. Nos dez anos seguintes, as perucas foram o terceiro produto mais exportado, depois de têxteis e madeira compensada.

Apesar da prosperidade do país, a pressão das longas horas passadas no trabalho, a mudança dos hábitos alimentares e a poluição do ar estão causando queda de cabelo nos sul-coreanos. Cabelos cheios e bonitos são vistos como uma marca de sucesso profissional. Por isso, a demanda por perucas aumentou.

Agora, os clientes da Hi-Mo pertencem a diversos grupos etários. As vendas aumentaram mais de 40% desde 2010, e a empresa conquistou um mercado jovem. Hoje, mais de um quarto de seus clientes são homens na faixa dos 30 anos, que se preocupam com a aparência. Em um país com uma das mais longas expectativas de vida do mundo, essa é uma boa notícia para os fabricantes de perucas.

Fontes:
The Economist-How wigs tell the story of modern South Korea

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. geovana disse:

    Mulheres conseguem encontrar alternativas para sobreviver de forma bem criativa

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *