Início » Economia » OCDE piora previsões para o Brasil
ECONOMIA

OCDE piora previsões para o Brasil

De acordo com a OCDE, a recessão da economia brasileira vai se agravar ainda mais neste ano e continuará em 2017

OCDE piora previsões para o Brasil
As incertezas na política e as revelações de corrupção têm minado a confiança nas instituições brasileiras (Fonte: Reprodução/Lusa)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) piorou suas previsões para o Brasil. De acordo com a OCDE, a recessão da economia brasileira vai se agravar ainda mais neste ano e continuará em 2017.

A estimativa da organização é de que, após uma queda de 3,9% em 2015, a retração neste ano seja de 4,3%, e, em 2017, de 1,7%. Em sua previsão anterior, divulgada em novembro, a estimativa da OCDE era de uma retração do PIB de 1,2% neste ano, seguida por uma recuperação de 1,8% em 2017.

As previsões constam no relatório semestral de Perspectivas da OCDE, que ressaltou que as incertezas na política e as revelações de corrupção têm minado a confiança nas instituições brasileiras e reduzido as expectativas de que serão feitas reformas que permitem melhorar a situação.

Embora não tenha mencionado números, o relatório da OCDE adverte que o desemprego no Brasil vai continuar aumentando. A organização ressaltou ainda que a crise política pode piorar ainda mais o panorama no país, e que a recessão poderia chegar a 2018. Mas no caso de a crise ser resolvida rapidamente, a confiança poderia ser recuperada e a economia brasileira voltaria a crescer a partir de 2017.

Fontes:
Portal Exame - OCDE diz que recessão no Brasil vai continuar em 2017

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rogerio Faria disse:

    Caraca, pode ficar pior do que já está???

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *