Início » Vida » Ciência » Os carros elétricos precisam de baterias melhores
Carros elétricos

Os carros elétricos precisam de baterias melhores

O grafeno, uma das formas cristalinas do carbono e um excelente condutor de calor e eletricidade, talvez seja a solução

Os carros elétricos precisam de baterias melhores
Mesmo com as mais modernas tecnologias, as baterias demoram pelo menos 20 minutos para carregar (Foto: Wikimedia)

A tentativa de fabricar um carro elétrico que possa de fato competir com seus equivalentes a gasolina e a diesel é frustrante. As baterias de íon de lítio usadas para armazenar a energia que movem esses carros são baratas e de longa duração, porém isso não é suficiente para torná-los competitivos com os automóveis tradicionais. E a não ser que tenham um gerador movido a gasolina, que funciona como um “extensor de autonomia”, os carros elétricos não percorrem longas distâncias sem recarregar as baterias. E mesmo com as mais modernas tecnologias, as baterias demoram pelo menos 20 minutos para carregar. Então, os carros precisam de baterias melhores.

Muitos tentaram fabricar baterias com uma autonomia maior. Muitos fracassaram. Mas a esperança é eterna. A última tentativa envolveu o uso de grafeno, o condutor excelente de calor e eletricidade de hoje em dia. Na opinião do idealizador do trabalho, Lu Wu do Gwangju Institute of Science and Technology, um instituto de pesquisa da Coreia do Sul, a comercialização desse projeto poderia solucionar o problema de potência e autonomia dos carros elétricos.

Na verdade, Lu Wu e seus colegas não estão trabalhando em um projeto de fabricar uma bateria, e sim em um supercapacitor com películas de grafeno, um dispositivo que associa o eletrólito da bateria com a física de um capacitor normal. Em um supercapacitor, assim como em um capacitor normal, a energia é armazenada nas superfícies dos materiais sob a forma de eletricidade estática. Mas, ao contrário de um capacitor normal, essa estática depende, em parte, dos íons do eletrólito que são atraídos para essas superfícies quando o supercapacitor está carregado. Essa dependência da eletricidade estática, em vez de provocar alterações nos estados químicos dos íons (que é a forma como funciona uma bateria), acelera o processo de armazenagem. Assim, os supercapacitores podem ser carregados com mais rapidez do que as baterias.

Os supercapacitores não são uma novidade. No entanto, o grafeno, que é uma forma de carbono composta por folhas de  um único átomo de espessura, é especialmente adequado para fabricá-los. O grafeno tem uma área de 2.675 m2 por grama. Toda a sua superfície pode armazenar eletricidade estática. O grafeno, portanto, pode ser usado para fabricar supercapacitores que armazenam mais energia por quilograma do que as baterias de íon de lítio.

Fontes:
The Economist-Electric cars need better batteries. Graphene may help

1 Opinião

  1. Rodrigo disse:

    Da p notar que vocês são bem desinformados , a autonomia dos carros eletricos da Tesla motors chega a 500km c uma única carga.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *