Início » Economia » Pacote americano de socorro a bancos é bem avaliado por especialistas
Crise

Pacote americano de socorro a bancos é bem avaliado por especialistas

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Anunciado nesta segunda-feira (23/03) pelo Tesouro americano, o plano do governo de resgate aos bancos foi visto com bons olhos pelos especialistas, que acharam a decisão do governo de envolver o setor privado acertada não só pelo compartilhamento do risco, mas também por permitir uma melhor gestão da operação.

O Tesouro dos Estados Unidos se uniu ao Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) e à Corporação Federal de Seguro de Depósito (FDIC, na sigla em inglês), e criou dois modelos para a compra de ativos podres. O primeiro, destinado ao setor bancário, terá como objetivo limpar o balanço dos bancos. O governo criará fundos para a compra dos ativos, que contarão com recursos públicos e de investidores privados. O segundo modelo é destinado a papéis lastreados em hipotecas que estão no mercado secundário. Ele consiste em uma expansão do Programa de Crédito a Termo de Títulos Lastreados em Ativos (Talf, na sigla em inglês), criado para comprar títulos lastreados em empréstimos a consumidores e pequenas empresas.

Com isso, o governo americano mostrou grande preocupação em não repetir os erros cometidos pelo Japão, que levou mais de dez anos para começar a se recuperar da crise bancária provocada pelo estouro da bolha imobiliária no país na década de 1990.

Fontes:
Portal Exame - Analistas elogiam pacote de socorro a bancos dos EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. heloisa disse:

    Finalmente os americanos copiaram o modelo FHC que deu certo. Nosso atual governo deveria agradecer o que o marketing PSDB não mostrou: a estabilidade da moeda e o saneamento financeiro. estamos sobrevivendo disso.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *