Início » Economia » Paixão por cruzeiros anima setor de construção naval
Europa

Paixão por cruzeiros anima setor de construção naval

O entusiasmo que os cruzeiros marítimos têm despertado no mundo está ajudando o setor de construção naval na Europa a se reerguer

Paixão por cruzeiros anima setor de construção naval
Os cruzeiros têm uma grande importância na Europa em razão de seu vínculo com a construção naval (Foto: Divulgação)

Os pátios do estaleiro Fincantieri em Monfalcone, uma cidade perto de Trieste no norte da Itália, estão surpreendentemente tranquilos, enquanto os enormes blocos que se transformarão em cidades flutuantes estão sendo soldados. Em 22 de junho Pierfrancesco Vago, executivo-chefe da MSC Cruises, acrescentou mais um transatlântico à lista dos grandes navios de cruzeiro que estão sendo construídos pelos estaleiros europeus, ao ligar o interruptor para iniciar o corte das placas de aço do primeiro dos dois novos navios Seaside encomendados pela MSC. A encomenda faz parte de um investimento de €5,1 bilhões (US$5,7 bilhões) em novos navios da empresa italiana com sede em Genebra, a quarta maior operadora de cruzeiros marítimos do mundo.

Em Fincantieri há 14 navios sendo projetados ou em construção e Virgin Holidays Cruises, uma empresa recém-criada, encomendou mais três navios. No período de 2009 a 2010 o estaleiro Fincantieri funcionou com 50% de sua capacidade de produção. Este ano a previsão é de aumentar a produção [em]a 70 a 75%, e de 2016 a 2017 o percentual será superior a 90%, segundo o CEO da empresa, Giuseppi Bono.

Os principais estaleiros da Europa estão em plena atividade com as novas encomendas de navios. Em 15 de junho a Carnival Corporation & PLC, a maior empresa de cruzeiros marítimos do mundo, revelou detalhes de um acordo de compra de quatro transatlânticos da Meyer Werft na Alemanha e da Meyer Turku na Finlândia. O maior navio de cruzeiro do mundo, o Harmony of the Seas da Royal Caribbean, foi lançado ao mar pelo estaleiro STX France, em Saint-Nazaire. Dos 32 navios de cruzeiro encomendados, 30 estão sendo construídos na Europa, de acordo com a informação da SEA Europe.

Os cruzeiros são apenas uma subcategoria do setor de turismo, mas têm uma grande importância na Europa em razão de seu vínculo com a construção naval. De acordo com os dados divulgados esta semana pela Cruise Lines International Association (CLIA), a maior associação de empresas de turismo marítimo do mundo, os valores provenientes das atividades dos cruzeiros, que fluem para a economia europeia, aumentaram com regularidade desde 2009, apesar das dificuldades econômicas e desastres ocorridos com navios de cruzeiro. Em 2014 a soma total foi de €16,6 bilhões, um aumento de 2,8% em relação a 2013. Esse crescimento foi em grande parte resultado do aumento de 12,8%, o correspondente a €4,6 bilhões, dos gastos nos estaleiros europeus pelo terceiro ano consecutivo.

Fontes:
The Economist - Riding the wave

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *