Início » Economia » Petrobras calcula rombo com corrupção em R$6,19 bilhões
Balanço auditado

Petrobras calcula rombo com corrupção em R$6,19 bilhões

Somados os prejuízos com corrupção e perdas de R$ 44,63 bilhões com a desvalorização de ativos, a estatal registrou um rombo total de R$ 21,6 bilhões em 2014

Petrobras calcula rombo com corrupção em R$6,19 bilhões
Em coletiva de imprensa na sede da empresa, presidente da estatal, Aldemir Bendine, disse estar envergonhado (Divulgação/Agência Petrobras)

A Petrobras calculou em R$ 6,2 bilhões o prejuízo relacionado à corrupção em 2014, de acordo com o balanço auditado divulgado nesta quarta-feira, 22. A estatal registrou um rombo total de R$ 21,6 bilhões no ano passado, somados os prejuízos com corrupção e perdas de R$ 44,63 bilhões devidas à desvalorização de ativos. Em 2013, a estatal registrou  uma posição quase inversa, com lucro de R$23,6 bilhões.

Em coletiva de imprensa, o presidente da estatal, Aldemir Bendine, afirmou que a estatal foi vítima “de tudo o que ela passou” e que há um “sentimento de vergonha” na empresa. Ele pediu desculpas em nome de todos os funcionários da estatal e pediu que a sociedade continue acreditando na Petrobras.

Para calcular as perdas com corrupção, a estatal balanço baseou-se no conteúdo da investigações da Operação Lava-Jato, do Ministério Público Federal. O prejuízo total equivale a 3% do valor de contratos com 27 empresas membros do cartel que desviou verbas da estatal entre 2004 e 2012.

Entre as diretorias, a de Abastecimento foi responsável pelo desvio de R$ 3,4 bilhões, a de Exploração e Produção, por R$ 2 bilhões, e a de Gás e Energia, por R$ 0,7 bilhão. Os desvios atingiram contratos que, no total, somaram R$ 199,6 bilhões.

O rombo atribuído à corrupção ficou concentrado no resultado do terceiro trimester de 2014, “em função da impraticabilidadede se determinar os efeitos específicos em cada período no ano passado”, diz o balanço.

Bendine disse que a apresentação dos resultados auditados é importante para que a empresa recupere sua credibilidade.

“Estamos dando um passo fundamental em direção ao pleno resgate da credibilidade da Petrobras junto aos seus acionistas, fornecedores, ao mercado e à sociedade” destacou o executivo. “A Petrobras não vai parar. Ela não vai entrar em marcha à ré”.

 

 

 

Fontes:
O Globo - Petrobras divulga R$6,19 bi de perdas com corrupção

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *