Início » Economia » Previsão para a reunião do Copom
Economia

Previsão para a reunião do Copom

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Leia o comentário do diretor da Profit Projetos e Consultoria, Paulo Gurgel Valente, sobre a previsão do comportamento da próxima reunião do COPOM que vai decidir em 24 de janeiro o nível de taxas de juros (SELIC), atualmente em 13,25%. O mercado debate se a redução será de 0,5% ou apenas 0,25%.

A favor de uma queda de 0,5% teríamos: a inflação está sob controle; temos uma das taxas de juros reais mais altas do mundo; a atividade econômica mostra recuperação, mas não tem tanto sucesso assim, o desemprego continua alto; é necessário testar na economia brasileira o efeito de uma redução de taxas (sempre é possível voltar atrás e manter constante a taxa na próxima reunião); além disso, no Brasil as taxas de empréstimo são pouco elásticas em relação à SELIC, de modo que a parte da economia que se acelera com uma SELIC menor é relativamente menor se houvesse um efeito de redução brusca na taxa de financiamento de bens duráveis; o preço do petróleo está em queda; o risco Brasil está nos menores níveis; parece ridículo reduzir a taxa em 0,25%, nível de variação mais para o FED do que para o Brasil. A favor de uma redução de somente 0,25% teríamos: a expectativa de que a economia mundial não está desacelerando e que há um temor de inflação (veja o Banco da Inglaterra na semana passada que aumentou as taxas naquele país); a persistência da dívida pública e da carga tributária brasileiras, sem haver nada à vista que suponha um redução importante; a cada redução, com a base da taxa é menor, o efeito relativo é maior (reduzir 0,5% sobre 13,25% é mais do que reduzir 0,5% sobre 17%). Assim, tudo considerado penso que a redução em 0,5% é a mais indicada, está na hora de ousar um pouco.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *