Início » Economia » Quem quer viver para sempre?
Expectativa de vida

Quem quer viver para sempre?

A expectativa de vida de um americano em 1900 era de apenas 47 anos. Oitenta anos depois essa previsão era de 70 anos para homens e 77 para mulheres

Quem quer viver para sempre?
Os Estados Unidos gastam uma quantidade de dinheiro considerável com medidas para prolongar a vida dos seres humanos (Foto: Pixabay)

Nos últimos 100 anos, a humanidade fez um progresso extraordinário em eliminar doenças e a aprender a manter as pessoas vivas por mais tempo. A expectativa de vida de um americano em 1900 era de apenas 47 anos. Oitenta anos depois essa previsão era de 70 anos para homens e 77 para mulheres.  Desde então, essa progressão diminuiu: um menino nascido nos Estados Unidos em 2013 deverá viver só seis anos mais do que um garoto nascido em 1990. E nem todos os anos de crepúsculo serão dourados.

Os especialistas em estatística do Institute for Health Metrics and Evaluation da Universidade de Washington fizeram novos cálculos, que se ajustam à expectativa de vida ao nascer ao número de anos saudáveis que uma pessoa poderá ter, sem doenças e deficiências físicas. Segundo os cálculos, um americano nascido em 1990 deveria viver até 72 anos, porém com prováveis problemas de saúde durante nove anos. Em 2013, a expectativa de vida aumentou para 76 anos, mas com um período de dez anos de saúde debilitada. A partir de 1990, os homens americanos ganharam mais três anos de uma vida saudável e quatro anos e meio de saúde precária. Esse tem sido o ritmo lento do progresso da longevidade nos EUA; mas, por sua vez, os chineses e os iranianos nascidos hoje terão vidas mais longas e saudáveis do que os americanos.

Os Estados Unidos gastam uma quantidade de dinheiro considerável com medidas para prolongar a vida dos seres humanos: cerca de um quarto dos gastos dos EUA com o Medicare, ou com a assistência médica a pessoas idosas, refere-se a despesas nos últimos seis meses de vida de uma pessoa. Talvez a percepção do momento em que se deve deixar o fantasma partir seja a chave da verdadeira felicidade e da prosperidade de um país.

grafico birth

 

Fontes:
The Economist-Who wants to live forever?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *