Início » Economia » Socialismo chavista enriquece produtores americanos
Paradoxo populista

Socialismo chavista enriquece produtores americanos

Populismo chavista aumenta a dependência venezuelana das importações estrangeiras e enriquece fazendeiros americanos

Socialismo chavista enriquece produtores americanos
Chavismo quadruplicou as importações na Venezuela (Reprodução/Wall Street Journal)

Durante seus 14 anos de luta contra o “imperialismo”, Hugo Chávez nacionalizou fazendas produtoras de alimentos, redistribuiu terras e controlou preços. Paradoxalmente, fora do país e principalmente nos EUA, seu populismo desmedido mais ajudou do que prejudicou os tão odiados capitalistas.

Desde que o chavismo chegou ao país, as importações na Venezuela quadruplicaram, passando de US$ 14,5 bilhões em 2000, para US$ 59 bilhões em 2012. Arroz, minério de ferro, açúcar e muitos outros bens são abastecidos por fazendeiros dos EUA que, graças ao socialismo venezuelano, multiplicam sua riqueza e vivem o sonho americano.

Atualmente, a Venezuela depende mais do que nunca das empresas estrangeiras. O populismo chavista tentou combater a pobreza, subsidiando alimentos e levando saúde aos mais pobres. Apesar disso, o desemprego aumentou e os salários caíram. De acordo com o Banco Mundial, a pobreza aumentou 30% na Venezuela entre 1992 e 2006. Enquanto isso, vários outros países da América Latina estão expandindo a classe média.

O aumento das importações será um desafio para orçamento apertado de Nicolás Maduro. No ano passado o déficit orçamentário da Venezuela chegou a 12% do PIB, maior do que o registrado por países da zona do euro afetados pela crise. O sucessor de Chávez culpa a escassez de alimentos pelas importações e acusa as empresas privadas de travar uma “guerra econômica” contra seu governo.

Fontes:
The Wall Street Journal-U.S. Rice Farmers Cash In On Venezuelan Socialism

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *