Início » Economia » Dinamarca inaugura supermercado de produtos vencidos
CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

Dinamarca inaugura supermercado de produtos vencidos

A loja é a primeira do tipo no país e visa reduzir o desperdício

Dinamarca inaugura supermercado de produtos vencidos
WeFood é o primeiro supermercado do tipo no país (Foto: Facebook)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um novo supermercado em Copenhague, na Dinamarca, vende seus produtos até 50% mais barato do que em outros lugares da cidade. A única diferença é que a comida já passou do seu prazo oficial de validade ou está com a embalagem danificada, o que em outras lojas significaria que eles iriam para o lixo.

Leia mais: Como existe fome com tanto desperdício?

O supermercado WeFood abriu suas portas no dia 22 e é o primeiro do tipo no país. A ideia é diminuir o desperdício de alimentos. Todos os dias 700 mil toneladas de alimentos são desperdiçados na Dinamarca e 1,3 bilhão de toneladas são desperdiçados no mundo.

A loja pretende criar uma consciência ambiental nos seus consumidores, além de possibilitar a compra para pessoas que tem orçamento limitado, segundo a organização Folkekirkens Nodhjaelp, que promoveu o projeto no ano passado. O esforço exigiu disputas no legislativo para que pudesse dar certo.

O país joga fora 25% menos comida do que jogava há cinco anos, e muitos supermercados vendem produtos com a data de validade próxima por preços mais baratos. Apesar disso não significar que o desperdício vai acabar logo, a iniciativa pode estimular outros países a tomarem medidas semelhantes.

 

Fontes:
Quartz-The world’s first supermarket selling only expired food has opened in Denmark

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    No Brasil só iria aumentar o trabalho do Judiciário. Qualquer dor de barriga custaria um milhão para o supermercado. Quem se daria bem seriam os advogados da clientela deste tipo de empreendimento.

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Ora, ora, ora, se a saúde publica vive fechando Super Mercados por venderem mercadorias vencidas como pode a Dinamarca um país desenvolvido fazer isto, ou nós somos mais sub-desenvolvidos que pensamos.

  3. Lara Sossai disse:

    É uma Faca de dois gumes…não sei quais os tipos de alimentos vendidos no tal supermercado e quais as normas para a venda dos produtos vencidos, mas ao mesmo tempo que a ideia tem um cunho socio econômico interessante, é um risco muito grande ao proprietário…como dito pelo colega Roberto, no Brasil a ideia daria bastante dor de cabeça!

  4. mendes disse:

    Acho muito bom ter isso, o consumidor que assumi a responsabilidade do consumo do produto, aqui no Brasil isso se transformou em uma mafia de pessoas querendo tirar vantagem ou ate mesmo fraudando as datas para processar as empresas, vai quem quer e assumi o risco, esta correta esse iniciativa, somos um pais de quinta mesmo…..

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *