Início » Economia » Vice-presidente da Uber pede demissão
ESCÂNDALOS

Vice-presidente da Uber pede demissão

O nome de Emil Michael estava envolvido em dois escândalos envolvendo machismo, prostituição e estupro

Vice-presidente da Uber pede demissão
O substituto do executivo já foi anunciado (Foto: Divulgação/Uber)

Emil Michael, vice-presidente sênior de negócios da Uber, apresentou na última segunda-feira, 12, o seu pedido de demissão da empresa. Sua saída deixa a Uber ainda mais desfalcada em meio a uma crise profunda de gerência, mas já vinha sendo sugerida pelo conselho da empresa.

Leia mais: Uber demite executivo por condução de caso de estupro na Índia

Acredita-se que a saída de Michael tenha sido motivada por pressão do conselho, após uma reunião que durou sete horas no domingo, 11. A empresa está investigando casos de machismo sistêmico dentro dos escritórios da Uber, como o fato de que Michael teria se reunido com outros executivos, incluindo o CEO, em um bordel coreano, onde as mulheres são identificadas com números.

Além disso, o nome de Michael está envolvido em um escândalo do estupro de uma passageira por um motorista do aplicativo, na Índia. Ao ser notificada do caso, a gerência regional duvidou da palavra da vítima e, com a aprovação de Michael, obteve seus registros médicos sigilosos. 

Mais informações sobre a saída Michael da empresa devem ser divulgadas em breve. Enquanto isso, seu substituto já foi anunciado: David Richter, funcionário da empresa desde 2014.

Fontes:
Olhar Digital-Em meio a escândalos, vice-presidente da Uber pede demissão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *