Início » Economia » ‘Washington Post’ está seguindo estratégias da Amazon
Tecnologia e jornalismo

‘Washington Post’ está seguindo estratégias da Amazon

Jeff Bezos está usando ideias de sua empresa de comércio eletrônico para revitalizar um jornal tradicional

‘Washington Post’ está seguindo estratégias da Amazon
Jeff Bezos comprou o jornal em agosto de 2013 (Fonte: Reprodução/Boomblerg)

Pouco depois de Jeff Bezos, o fundador da Amazon, ter comprado o jornal Washington Post, em agosto de 2013, por US$250 milhões, ele sentou-se ao lado do editor da página editorial do jornal, Fred Hiatt, em um jantar. Era uma oportunidade perfeita para influenciar a linha editorial do Washington Post, mas Bezos preferiu falar de outros assuntos que tinha em mente, como, por exemplo, explorar o lado escuro da Lua.

Jeff Bezos é apaixonado por tecnologia e não por jornalismo. Até o momento, ele tem sido o tipo de proprietário que os jornalistas experientes sonham, com apenas algumas sugestões em questões editoriais e disposição para financiar novas experiências e arcar com perdas. Depois de anos de dificuldades financeiras e cortes de custos enfrentados por seus antigos donos, a família Graham, o jornal está em uma fase de expansão e entusiasmo sob a administração de Bezos. Enquanto outros jornais americanos continuam a demitir funcionários, o Post contratou mais de 100 jornalistas desde o anúncio da compra.

Em seu processo de reformulação, o Post está seguindo algumas estratégias da Amazon. No início da empresa de comércio eletrônico, Bezos preocupou-se primeiro em expandir sua área de atuação para, em seguida, concentrar sua atenção nos lucros. Agora, ele está usando a mesma tática para ampliar o público-alvo nacional e internacional do Post. Em abril, 51 milhões de pessoas visitaram o site do jornal nos Estados Unidos, o dobro do número anterior à nova administração. Bezos divulga as matérias do jornal com assiduidade nas mídias sociais, oferece aos leitores uma curadoria de conteúdo online, além de uma conexão mais rápida das páginas da web.

O Post iniciou um programa de “parceria”, no qual oferece acesso gratuito aos seus artigos a assinantes de outros jornais como Dallas Morning News, caso se registrem com seus endereços de e-mails. Os leitores registrados são mais importantes para um jornal e seus anunciantes do que os anônimos, porque os anúncios podem se adaptar aos seus interesses. Até agora mais de 270 jornais aderiram ao programa de parceria. Essa estratégia assemelha-se à maneira como a Amazon conquistou o domínio de seus mercados com a coleta de informações dos clientes, para vender produtos de acordo com o perfil deles.

Fontes:
The Economist - The Washington Post: Exploring the Amazon

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *