Início » Economia » Zona do euro tem novo recorde de desemprego
Crise econômica

Zona do euro tem novo recorde de desemprego

Número de desempregados chegou a 18,5 milhões em setembro

Zona do euro tem novo recorde de desemprego
Desemprego afeta principalmente os jovens (Fonte: Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A taxa de desemprego nos 17 países que compõem a zona do euro aumentou de 11,5% em agosto para 11,6% em setembro, atingindo um novo recorde para a região. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 31, pela agência de estatísticas Eurostat.

Leia também: A ‘geração perdida’ dos países ricos

O alto índice de desemprego na Espanha, que chegou a 25,8% em setembro, foi responsável por esse novo recorde na zona do euro, que no mês passado tinha ao todo 18,5 milhões de pessoas desempregadas, um aumento de 2,174 milhões em relação a setembro de 2011.

Inflação

Os principais afetados são os mais jovens. A taxa de desemprego entre a população dessa faixa etária na zona do euro atingiu 23,3% em setembro — índice 2,3% maior do que no mesmo mês do ano passado. Na Espanha, a taxa de desemprego entre a população com menos de 25 anos alcançou impressionantes 54,2% em setembro, frente a 53,8% em agosto.

Ainda de acordo com a Eurostat, a inflação em outubro na zona do euro ficou em 2,5%. Com isso, pelo 23º mês consecutivo, o índice superou a meta de 2% estabelecida pelo Banco Central Europeu.

Fontes:
Veja - Desemprego bate novo recorde nos países da zona do euro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *