Início » Internacional » A China está tentando desmistificar sua imagem agressiva
DIPLOMACIA

A China está tentando desmistificar sua imagem agressiva

O país vem tomando ações pacificadoras recentemente, mesmo que suas reações imediatas a 'ameaças' ainda sejam previsíveis

A China está tentando desmistificar sua imagem agressiva
Xi Jinping: sorrisos deveriam se traduzir em abordagem menos agressiva em alto-mar (Foto: Flickr)

Não é só em direção a Taiwan que a China tem se mostrado mais amigável. Nos últimos dias um trabalho de diplomacia de alto nível acalmou alguns dos muitos conflitos na Ásia. O presidente da China, Xi Jinping, fez uma visita rara ao Vietnã, apesar das tensões causadas pela disputa territorial no mar da China Meridional. E a China tomou novas medidas para normalizar as relações com o Japão, estremecidas nos últimos cinco anos em razão da reivindicação de posse de um grupo de ilhas desabitadas no mar da China Oriental e da longa divergência a respeito da visão do Japão de sua história.

Os acontecimentos recentes no mar da China Meridional não indicavam a aproximação do governo chinês com o Vietnã. Assim como outros países envolvidos nas disputas territoriais no mar da China Meridional, sobretudo as Filipinas, o Vietnã irritou-se com o ritmo acelerado da expansão territorial da China em meio às rochas e recifes no local.

No mês passado, quando um contratorpedeiro dos Estados Unidos aproximou-se de um desses recifes para garantir a “liberdade de navegação”, o Vietnã não comemorou o fato publicamente, como as Filipinas. Mas sem dúvida aplaudiu a iniciativa dos EUA. A China, por sua vez, manifestou sua indignação diante da “ameaça” dos EUA e fez exercícios militares no mar. Sua reação, porém, apesar de estridente, foi estereotipada. A China reluta em criar um confronto com os Estados Unidos.

Na opinião de alguns analistas a China tem bons motivos para tentar melhorar as relações tensas na região. Douglas Paal do instituto de pesquisa Carnegie Endowment, com sede em Washington, disse que a diplomacia recente dos líderes chineses faz parte do projeto da China de “contrabalançar” o equilíbrio dos Estados Unidos na Ásia. A China, preocupada com a hostilidade em duas frentes causada por sua política de expansão territorial no mar da China Meridional, agora está tentando amenizar as disputas. Porém os vizinhos da China gostariam de ver os sorrisos de Xi Jinping e Li Keqiang traduzidos em uma abordagem menos agressiva em alto-mar.

Fontes:
The Economist-Reef knots

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *