Início » Economia » A Rússia se tornou ‘um novo Irã’?
pária mundial

A Rússia se tornou ‘um novo Irã’?

Pacto nuclear entre EUA e Irã pode fazer da Rússia o novo inimigo número um do Ocidente, além de afetar gravemente a economia do país

A Rússia se tornou ‘um novo Irã’?
Acordo deixou a Rússia ainda mais isolada no cenário internacional (Foto: Wikimedia)

O acordo nuclear firmado entre os governos americano e iraniano pode fazer o Irã deixar de ser o inimigo número um do mundo e elevar a Rússia ao papel de nova pária do Ocidente? É o que questiona um artigo intitulado “Is Russia the new Iran”, publicado nesta quarta-feira, 12, no New York Times.

Assinado pelo jornalista russo Maxim Trudolyubov, o texto diz que os russos sempre admiraram a resistência do Irã frente ao que chamam de “mundo hostil”. Eles têm um grande respeito pela decisão do país de enfrentar a oposição mundial para iniciar seu programa nuclear. Além disso, a resistência de Teerã às sanções econômicas ocidentais inspirou o presidente russo, Vladimir Putin a provar que as sanções aplicadas contra a Rússia após a anexação da Crimeia não afetam o país.

O artigo lembra que a Rússia teve um grande papel nas negociações do acordo com o Irã. Os esforços de Moscou levaram o presidente dos EUA, Barack Obama, a reconhecer que “sem a ajuda da Rússia o acordo não teria sido alcançado”.

No entanto, o pacto deixou a Rússia ainda mais isolada no cenário internacional. Isso porque ela não terá condições de competir com as demandas por bens e tecnologias que o Irã terá com o fim das sanções. A verdade é que o pacto nuclear afetará gravemente a já combalida economia russa.

Enquanto o governo de Moscou lida com a desvalorização do rublo, as sanções e a fuga de investimentos, representantes de alto escalão de vários países europeus estão visitando o Irã. Em julho, o primeiro-ministro iraniano, Mohammad Khazaei, afirmou a Reuters que, somente nas duas últimas semanas do mês, seu governo aprovou mais de US$ 2 bilhões em projetos a serem feitos por empresas europeias no país, que vão desde acesso a bens de consumo até a modernização da infraestrutura iraniana.

“Enquanto o clima econômico melhora no Irã, na Rússia ele piora. O fim das sanções em um país vai complicar a situação econômica de outro. Muitas empresas passaram a se interessar pelo Irã e estão deixando a Rússia, e mais empresas farão o mesmo”, diz o artigo.

A grande ironia é que, segundo Trudolyubov, Putin decidiu apoiar as negociações entre EUA e Irã por considerar que se opor a elas aumentaria o isolamento russo. Para evitar isso e fazer a Rússia emergir como um importante líder global, Putin também decidiu apoiar a luta contra o Estado Islâmico.

Ao final do texto, o articulista diz que os russos querem saber sob que termos a Rússia pretende continuar no jogo e diz que a verdadeira sensação da população é que “o país esta caminhando para ocupar o lugar que o Irã deixou vago”.

Fontes:
The New York Times-Is Russia the New Iran?

1 Opinião

  1. ney disse:

    Contar com empresas estrangeras, principalmente dos imperialistas não bom para o Irã. A Rússia sabe o que esta fazendo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *