Início » Cultura » A vida de um economista extraordinário sob uma ótica diferente
Livros

A vida de um economista extraordinário sob uma ótica diferente

Além de ter sido um dos economistas mais influentes do século XX, John Maynard Keynes foi um menino de uma inteligência excepcional e um formador de opinião

A vida de um economista extraordinário sob uma ótica diferente
A perspicácia e inteligência de Keynes influenciaram a opinião pública (Foto: Divulgação)

Uma biografia de John Maynard Keynes sem uma abordagem econômica compara-se a Hamlet sem o príncipe. Mas Richard Davenport-Hines decidiu escrever um livro para mostrar outros aspectos peculiares da vida e da personalidade de Keynes e o resultado é Universal Man: The Lives of John Maynard Keynes, uma história envolvente do início ao fim. Na opinião do autor, Keynes merece ser lembrado não só por seus livros de economia.

Além de ter sido um dos economistas mais influentes do século XX, Keynes foi um menino de uma inteligência excepcional, um funcionário público, um formador de opinião, um homem com vários relacionamentos amorosos, um colecionador de arte moderna, um esteta e um estadista. Como Keynes escreveu: “Um especialista em economia deve ter uma rara combinação de dons…Ele precisa associar o conhecimento de matemática, história, filosofia e de assuntos do Estado.”

Segundo o autor, Keynes salvou a Grã-Bretanha da ruína financeira pelo menos em duas ocasiões: primeiro, ao evitar um desastre econômico após a eclosão da guerra em 1914, quando o mercado de dívida soberana de Londres parou, e ao convencer os Estados Unidos a reduzir as dívidas da Grã-Bretanha contraídas durante a Segunda Guerra Mundial. O sucesso parcial da recuperação econômica permitiu que o governo do Partido Trabalhista pós-guerra adotasse o modelo de organização política e econômica do Estado do Bem-Estar Social e criasse o National Health Service.

A perspicácia e inteligência de Keynes influenciaram a opinião pública. Em artigos publicados em revistas e em discursos políticos ele chamou o Tratado de Versalhes de vingativo e o padrão-ouro de uma “relíquia bárbara”. Keynes também apoiou os liberais na iniciativa de investir em obras públicas depois da Grande Depressão.

A maioria desses fatos é conhecida dos leitores dos inúmeros livros de Keynes.  Mas Davenport-Hines conta histórias pouco conhecidas, detalhes brilhantes e curiosidades descritas com carinho. O início da vida amorosa homossexual de Keynes é exposta nos mínimos pormenores, com a ajuda dos registros estatísticos de seus encontros amorosos. Porém essa história também transmite um sentimento de tristeza. Depois do julgamento de Oscar Wilde por atentado ao pudor, muitos amantes de Keynes suicidaram-se ou casaram com mulheres. Keynes casou com Lydia Lopokova, uma bailarina russa por quem se apaixonara. As cartas endereçadas a Lydia mostram o amor profundo que o unia a ela e que aumentou ao longo dos anos.

Fontes:
The Economist-A man for all seasons

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Infelizmente o “welfare state” em países como o Brasil só serve para encorajar a vagabundagem.
    É o que as inúmeras bolsas petistas estão fazendo.
    Interessante notar que este pseudo processo de distribuição de renda começou com FHC que sofre da mesma doença petista: achar que distribuir bolsas desregradamente é a solução para chegarmos a uma sociedade mais igualitária.
    Renda precisa ser conquistada com muito trabalho e sacrifício, caso contrário, o efeito é o oposto ao que se tinha em mente (imaginando que as bolsas não eram uma simples compra de votos).
    Certamente J.M. Keynes nunca imaginou que o verdadeiro welfare state existe aqui, mas apenas para os brasileiros de primeira classe, a saber, políticos e funcionário públicos graduados, justamente os que não precisam de ajuda para ter uma vida de primeiro mundo.
    Os pobres continuarão a ser pobres pois são incentivados a permanecer como receptores das esmolas que o PT dá, com o dinheiro que deveria nos proporcionar algum retorno.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *