Início » Internacional » Abusos infantis em áreas afetadas continuam
Tropas de paz

Abusos infantis em áreas afetadas continuam

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um relatório divulgado nesta terça-feira pela entidade britânica Save the Children mostra que crianças que vivem em áreas onde aconteceram desastres ou conflitos ainda são abusadas sexualmente por funcionários de ONGs e membros de tropas de paz.

O documento intitulado "None to turn to – The under-reporting of child sexual exploitation and abuse by aid workers and peacekeepers" (Ninguém a quem recorrer – A pouco denunciada exploração sexual infantil por funcionários de ONGs e tropas de paz) foi elaborado a partir de entrevistas com 341 crianças no Haiti e na Costa do Marfim, no sul do Sudão, em 2007.

Nas entrevistas as crianças relataram terem sido submetidas a pornografia, expostas a indecências, prostituição, escravidão sexual, tráfico infantil para sexo, estupro e troca de sexo por comida. O relatório aponta que as vítimas são crianças a partir de seis anos e de ambos os sexos.

O documento diz que os agressores podem ser encontrados em “todo o tipo de organização de paz e segurança” e que entre eles estão funcionários e trabalhadores locais e internacionais de todos os níveis, mas não identifica organizações envolvidas nos abusos.

Fontes:
BBC Brasil - ONG denuncia novos abusos de crianças por tropas de paz

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *