Início » Economia » Acidente com sonda da Shell ameaça projetos da petrolífera no Alasca
Ameaça de vazamento

Acidente com sonda da Shell ameaça projetos da petrolífera no Alasca

Equipamento se soltou de reboque durante uma tempestade e encalhou em uma ilha no Alasca

Acidente com sonda da Shell ameaça projetos da petrolífera no Alasca
Até agora autoridades não detectaram sinais de danos à sonda ou ao meio-ambiente (Divulgação/USCoastGuard)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma das duas sondas de perfuração da petrolífera Shell no Ártico está encalhada em uma ilha no Golfo do Alasca. A sonda representa uma ameaça ao meio-ambiente na medida em que pode causar o vazamento de combustível. O acidente também põe em dúvida os planos da Shell de retomar a perfuração nas águas traiçoeiras do norte do Alasca.

O equipamento se soltou de um navio de reboque durante uma tempestade no mar no sábado, 29, e encalhou na noite de segunda-feira, 31. A Guarda Costeira da região lidera os esforços para impedir que seus mais de 567 mil litros de óleo diesel e lubrificantes derramem sobre a costa rochosa da ilha.

Durante uma coletiva de imprensa em Anchorage, na tarde de segunda-feira, 1, Steven Russell, do Departamento de Conservação Ambiental do Alasca, disse que, até agora, não há nenhum sinal de danos à sonda, ao meio ambiente ou à vida selvagem.

Todos os 18 tripulantes da sonda foram retirados por helicópteros pela Guarda Costeira no sábado assim que as autoridades perceberam que o equipamento estava à deriva em ventos fortes e mar agitado.

O acidente é o último de uma série de contratempos que se abateu sobre os ambiciosos planos da Shell de extrair petróleo nos mares do Alasca.

 

Fontes:
The New York Times - Rig Runs Aground in Alaska, Reviving Fears About Arctic Drilling

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *