Início » Internacional » ACNUR ajudará menos pessoas no Iraque e na Síria
por falta de recursos

ACNUR ajudará menos pessoas no Iraque e na Síria

Segundo funcionário da agência da ONU, 'toda a comunidade humanitária enfrenta uma falta de fundos, as pessoas estão ficando indiferentes'

ACNUR ajudará menos pessoas no Iraque e na Síria
Membros do ACNUR na Síria (Fonte: Reprodução/AFP)

Um funcionário do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) informou que a agência ajudará menos pessoas no Iraque e na Síria no inverno por falta de recursos.

Leia mais: Bombardeios americanos já mataram 865 pessoas na Síria

De acordo com Amin Awad, diretor do ACNUR para o Oriente Médio e o norte da África, “toda a comunidade humanitária enfrenta uma falta de fundos, as pessoas estão ficando indiferentes”.

O déficit no orçamento do ACNUR para ajudar milhões de pessoas deslocadas na Síria e no Iraque é de US$ 58,45 milhões.

Amin Awad disse que 13,6 milhões de pessoas já tiveram que deixar suas casas na Síria e no Iraque, incluindo 3,3 milhões de sírios e 190 mil iraquianos que fugiram para outros países.

A agência da ONU pretendia ajudar 1,4 milhão de pessoas na Síria e 600 mil no Iraque no inverno, mas por causa da falta de recursos só poderá ajudar 630 mil sírios e 240 mil iraquianos.

Fontes:
Portal Exame - ACNUR reduz ajuda no Iraque e na Síria por falta de recursos

2 Opiniões

  1. jorge disse:

    Quem sabe a noticia abaixo ajude a explicar um pouco:
    “Hamas said to be world’s second richest terror group
    Israel Forbes says Hamas has annual revenues of $1 billion, second only to those of the Islamic State group”
    Cada vez mais roubam recursos para terrorismo…

  2. jayme endebo disse:

    Não acho que o problema seja somente “indiferença” a maioria dos países estão cansados de ajudar outros povos e não se vislumbra mudança alguma no horizonte. Temos os caso dos palestinos que não se resolve e com o dinheiro doado pelo mundo todo usado para compra de armas perpetuando o conflito e transformando em industria de doação e a própria primavera árabe na síria que começou com protesto e a passou a uma interminavel guerra civil com vizinhos cheios de petrodólares financiando armas e destruição e as nações doadores (Brasil inclusive) enviando dinheiro humanitário bancando o bobo da corte.
    Sem contar com os países africanos onde o dinheiro vai pros ladrões e sobra migalhas para os infelizes civis.
    É a falencia completa da ONU.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *