Início » Internacional » Adiantar o relógio em uma hora é pouco?
Horário de verão

Adiantar o relógio em uma hora é pouco?

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O horário de verão nos EUA começou na madrugada do último domingo (08/03). Neste ano a mudança chegou três semanas mais cedo do que nos anteriores. Há quem diga que uma hora a mais de sol é pouco para os propósitos aos quais a medida se propõe.

Os agricultores, antes opositores ferrenhos do horário de verão, agora estão menos resistentes, tendo em vista que equipamentos modernos tornaram suas atividades menos dependentes do ciclo solar.

Sendo assim, o posto de maior opositor do horário de verão fica com o setor aéreo. As companhias acabam tendo problemas para aterrissar em aeroportos estrangeiros quando o horário norte-americano deixa de ficar ajustado ao europeu. Na Região Amazônica a população não aceita o horário de verão, pois as crianças costumam ir à escola de manhã caminhando no meio da mata. Com os relógios adiantados, elas teriam que caminhar no escuro.

São problemas que contrastam com as imensas vantagens do horário de verão. Em primeiro lugar, mais sol torna as pessoas felizes, constituindo um benefício para o estilo de vida. Além disso, mais luz natural significa economia de energia, redução da criminalidade e estradas mais seguras.

A mudança de horário foi concebida em 1907 por um britânico que pensava em mais tempo para o lazer. Mas a proposta só foi colocada em prática pela Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial, a fim de economizar combustível. EUA e Grã-Bretanha rapidamente aderiram à ideia do inimigo. Desde então, as mudanças no horário vêm sendo levadas a cabo principalmente em razão de guerras e crises energéticas. Na Grã-Bretanha, o Parlamento está considerando adotar o horário de verão no inverno e no verão adiantar o relógio em duas horas.

Fontes:
Washington Post - It's Time For Double Daylight Saving Time

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Marise disse:

    O relógio ficará doido mesmo para acompanhar esta crise. Concordam?

  2. ruthinha disse:

    Concordo com Marise. Se pusermos na conta os gastos com ajustes e mudanças acho que o ganho é pouco pra tanto trabalho.

  3. WELLER MARCOS disse:

    De agora em diante vocês VERÃO os Estados Unidos correndo contra o relógio.No adiantado das horas é melhor não cochilar; e quem cedo madruga Deus ajuda; se é que acreditam! Qualquer hora dessas alguém vai dizer no meio da crítica madrugada novaiorquina:"não é hora de comprar mais nada!"
    Adios muchachos.

  4. Elisio disse:

    Eu acho bom o horário de verão, o problema são os dias de mudança de horário. Realmente o organismo fica meio perdido, há mais gasto de energia pelo organismo até se adaptar novamente.

  5. Caio Andrade Camargo disse:

    Muitos falam que horário de verão reduz o consumo de energia. De fato, um dos primeiros a pensar no horário de verão foi o ex-presidente dos EUA Benjamin Franklin, no séc XVIII, para diminuir o consumo de velas. Hoje esse impacto na quantidade de energia economisada é muito pequeno, a maior importância do horário de verão está em díluir o horário de pico do consumo de energia, quando o custo por ela é o mais caro.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *