Início » Internacional » Afegã de foto ícone de refugiados tem documento apreendido
Foto ícone

Afegã de foto ícone de refugiados tem documento apreendido

Trinta anos depois da foto emblemática na ‘National Geographic’, autoridades do Paquistão detectam carteira de identidade falsa

Afegã de foto ícone de refugiados tem documento apreendido
Sharbat Gula na capa da 'National Geogrphic' e no documento de identidade (Reprodução/ National Geographic/divulgação)

Em 1985, a foto de uma garota de olhos verdes estampou a capa da National Geographic e se tornou ícone do drama dos afegãos que foram forçados pela guerra a ficar em campos de refugiados paquistaneses. Neste ano, uma nova imagem de Sharbat Gula apareceu. Três décadas depois, a foto de rosto mostra uma mulher de meia-idade, que passou a simbolizar o tratamento hostil de muitos paquistaneses em relação aos refugiados. Afinal, os paquistaneses acreditam que os afegãos não devem viver mais no país. A informação é do Guardian.

Na última terça-feira, 24, a imprensa paquistanesa publicou a imagem digitalizada do que seria a carteira de identidade de Sharbat, um documento que ela não poderia ter obtido como uma estrangeira no Paquistão. Sharbat é talvez a mais famosa entre os quase três milhões de refugiados afegãos que vivem no Paquistão e que já deveriam ter tido acesso ao documento, não fosse a burocracia e a corrupção que toma conta do governo.

Afegãos só podem comprar propriedades, abrir contas em bancos e se sentirem seguros de viver por tempo indeterminado no país tendo o documento. Mas o Paquistão, que tenta se livrar dos refugiados, dificulta o acesso à identidade. Por isso, normalmente, os bens e alguns serviços são obtidos com documentos falsos e propinas.

Faik Ali Chachar, um porta-voz da Autoridade Nacional de Documentação e Registro (NADRA, na sigla em inglês), disse que a carteira de Sharbat foi detectada e bloqueada em agosto, e que quatro funcionários tinham sido suspensos por possível envolvimento no caso. Ele disse que a agência já encontrou até agora mais de 22 mil carteiras conseguidas de forma ilegal por afegãos.

Entenda o caso

Primeiramente, os afegãos começaram a se mudar para o Paquistão após a invasão soviética de seu país em 1979, e gerações cresceram sem nunca ter visitado a terra natal de seus antepassados. A população refugiada continuou a crescer depois da retirada das tropas russas em 1989, enquanto o Afeganistão entrava em guerra civil.

Milhões de afegãos retornaram a sua pátria de origem desde que a comunidade internacional conseguiu derrubar o regime talibã em 2001. No entanto, estima-se que mais de 2,5 milhões de refugiados ainda vivam no Paquistão, sendo esta a segunda maior população de refugiados do mundo. Os refugiados se tornaram impopulares com tantos paquistaneses os culpando por crimes e ataques terroristas.

Fontes:
The Guardian-Afghan refugee on 1984 National Geographic cover embroiled in ID row

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *