Início » Internacional » Agência da ONU acusa Israel de impor apartheid contra os palestinos
INTERNACIONAL

Agência da ONU acusa Israel de impor apartheid contra os palestinos

Segundo a porta-voz das Nações Unidas, Stephane Dujarrica, o relatório foi publicado sem que o secretariado das Nações Unidas fosse consultado previamente

Agência da ONU acusa Israel de impor apartheid contra os palestinos
Os Estados Unidos, aliados de Israel, disseram estar revoltados com o relatório (Foto: Reprodução/ESCWA)

Na última quarta-feira, 15, uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) publicou um relatório, acusando Israel de impor um “regime de apartheid” contra os palestinos. Esta é a primeira vez que um órgão das Nações Unidas faz este tipo de acusação.

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores de Israel comparou o relatório, que foi publicado pela Comissão Econômica e Social para a Ásia Ocidental da ONU (ESCWA), ao Der Sturmer, uma publicação de propaganda nazista que era fortemente antissemita. A acusação de que Israel está estabelecendo um regime de apartheid é fortemente rejeitada por Israel.

Rima Khalaf, subsecretária-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e secretária-executiva da comissão para a Ásia Ocidental, disse que o relatório é o “primeiro do tipo” de uma agência das Nações Unidas que “conclui abertamente e claramente que Israel é um Estado racista que estabeleceu um sistema de apartheid que persegue palestinos”.

Segundo seu site, a ESCWA reúne 18 países árabes na Ásia Ocidental. Seu objetivo é apoiar o desenvolvimento social e econômico de seus membros. Khalaf afirmou que o relatório foi preparado a pedido de seus estados-membros. Porém, segundo a porta-voz das Nações Unidas, Stephane Dujarrica, o relatório foi publicado sem que o secretariado das Nações Unidas fosse consultado previamente. “O relatório não reflete as visões do secretário-geral [Antonio Guterres]”, disse. Os Estados Unidos, aliados de Israel, disseram estar revoltados com o relatório.

O relatório diz “que a fragmentação estratégica dos palestinos” é o método principal pelo qual Israel impõe o apartheid. Os palestinos são divididos em quatro grupos e são oprimidos por “leis, políticas e práticas diferentes”. Os quatro grupos seriam: os palestinos cidadãos de Israel, palestinos em Jerusalém oriental, palestinos na Cisjordânia e Faixa de Gaza e palestinos que vivem como refugiados ou no exílio.

O relatório foi escrito por Richard Fallk, um ex-investigador dos direitos humanos das Nações Unidas nos territórios palestinos, e Viriginia Tilley, professora de ciências políticas na Universidade do Sul de Illinois.

Fontes:
Haaretz-In First, UN Agency Accuses Israel of Being an 'Apartheid Regime' read more: http://www.haaretz.com/israel-news/1.777635

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Carlos U Pozzobon disse:

    De apartheid o Brasil é campeão. As aposentadorias do funcionalismo e do setor privado comprovam. Os rendimentos de políticos idem. Nos auxílios moradias, nas férias de 60 dias, no escambau. Nossos privilégios feudais continuam vivos e funcionais, sem que nenhuma força política surja para acabá-los. Agora… em Israel??? Quais são as leis que discriminam palestinos? Gostaria de ler uma lei que diga que para os cidadãos israelenses de origem judaica vale uma coisa e para os de origem árabe vale outra coisa. Francamente, este relatório é um faz-me rir. O autor chega a falar que existe discriminação contra refugiados no exílio!!! É a primeira vez que leio semelhante tolice. Como um país poderia discriminar alguém fora de suas fronteiras. Se você brasileiro emigrasse para o Canadá poderia se dizer discriminado pelas leis brasileiras?

  2. Jayme endebo disse:

    A onu ja era para ser liquidada pois nao serve para nada a nao ser interesses de ditaduras sanguinarias, esquerda festivas e monarquuas absolutistas.

  3. jan disse:

    Infelizmente a ONU é dominada por paises arabes e islamicos, mais de um terço do total.
    Acusam a unica democracia do Oriente Medio dessas coisas e calam totalmente sobre todos absurdos cometidos pelos proprios.
    A Onu é um grande engodo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *