Início » Internacional » Agressões sexuais aquecem debate sobre imigração na Alemanha
NOITE DE ANO NOVO

Agressões sexuais aquecem debate sobre imigração na Alemanha

Foram pelo menos 90 denúncias de mulheres assaltadas, assediadas e atacadas sexualmente na noite de Ano Novo na cidade de Colônia

Agressões sexuais aquecem debate sobre imigração na Alemanha
Ataques aconteceram no centro da cidade de Colônia, entre a estação central de trens e a antiga catedral gótica (Fonte: Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma série de agressões sexuais contra mulheres na noite de Ano Novo na cidade de Colônia, no oeste da Alemanha, chocou o país, provocando indignação e aquecendo o debate sobre imigração.

Autoridades alemãs afirmaram que “são crimes de uma dimensão totalmente nova”. Os ataques foram realizados por um grupo de cerca de mil homens que assediaram e roubaram múltiplas vítimas. O chefe da polícia local, Wolfgang Albers, afirmou que os homens estavam bêbados e aparentavam ser “árabes ou africanos”.

Foram pelo menos 90 denúncias de mulheres assaltadas, assediadas e atacadas sexualmente, incluindo uma acusação de estupro, na noite de Ano Novo. Os ataques aconteceram no centro da cidade, entre a estação central de trens e a antiga catedral gótica.

A prefeita Henriette Reker convocou uma reunião de emergência com a participação das polícias local e federal. O objetivo é garantir a segurança de moradores e visitantes a um mês da comemoração do Carnaval, realizada todos os anos na cidade.

Uma unidade de investigação foi criada para tratar da crise e identificar os autores dos ataques e roubos.

Veículos de imprensa locais criticaram as autoridades do país, afirmando que elas estavam mal preparadas para lidar com a situação.

O caso tende a aumentar a tensão na Alemanha em torno dos debates sobre o acolhimento de um grande número de imigrantes e refugiados no ano passado.

A polícia e alguns políticos têm alertado, no entanto, que grupos populistas de direita poderiam utilizar os crimes na noite de Ano Novo para fomentar sentimentos contra os refugiados.

Ataques similares na noite de Ano Novo, porém em menores proporções, também foram denunciados à polícia em Hamburgo, no norte da Alemanha, e em Stuttgart, no sudoeste do país.

Fontes:
BBC Brasil - Ataques sexuais em série no Réveillon geram medo e revolta na Alemanha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Agora os meus irmãos germânicos, politicamente corretos, vão ver o que é bom para a tosse.
    É difícil entender como a Angela pode ser tão naif.

  2. Luiz disse:

    BEM FEITO, AGORA VÃO VER O QUE VAI ACONTECER, TENHO CERTEZA QUE NO MEIO DESTA GENTE VIRÃO UM MONTE DE TERRORISTAS. IGUAL AQUI NO BRASIL, NO MEIO DOS MÉDICOS TEM UM MONTE DE POLICIAIS CUBANOS. PORQUE O GOVERNO BRASILEIRO NÃO FAZ EXAMES E VER QUEM É MÉDICO. A EUROPA ESTA NA BEIRADA DO PRECIPÍCIO.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *