Início » Internacional » Alemanha impõe controles de entrada de refugiados na fronteira
Crise dos refugiados

Alemanha impõe controles de entrada de refugiados na fronteira

A ação, tomada para reduzir o número de imigrantes, é uma tática para pressionar o resto da UE a adotar um sistema de cotas

Alemanha impõe controles de entrada de refugiados na fronteira
Mais de 20 mil refugiados chegaram a Munique no primeiro final de semana de setembro (Foto: Wikipedia)

A Alemanha, que há oito dias era o símbolo da solidariedade europeia em face do grande fluxo de refugiados, reintroduziu o controle das fronteiras para “desacelerar” o influxo de pessoas e restaurar um pouco de ordem ao processo de registro.

No primeiro fim de semana de setembro, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, inesperadamente permitiu que trens trazendo refugiados da Hungria cruzassem a fronteira de seu país. Mais de 20 mil chegaram a Munique naquele fim de semana. Muitos foram recebidos com entusiasmo por cidadãos alemães, ansiosos para ajudar os necessitados.

Mas a chanceler rapidamente explicou que aquilo era apenas “uma exceção” às regras existentes, segundo as quais refugiados devem entrar com pedido de asilo para a União Europeia no primeiro país membro em que pisarem. Como os refugiados continuam a chegar dia após dia, a Alemanha diz ter atingido seu limite logístico. O país deve receber um milhão de pedidos de asilo ainda este ano – mais do que toda a União Europeia recebeu em 2014.

O que pode parece uma capitulação de Angela Merkel, porém, é – pelo menos em parte – uma manobra tática para pressionar o resto da União Europeia a adotar um sistema de cotas para os requerentes de asilo.

Fontes:
The Economist - Germany imposes border controls

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *