Início » Internacional » Alemanha promete 1 bilhão de euros à Síria
AJUDA HUMANITÁRIA

Alemanha promete 1 bilhão de euros à Síria

Promessa foi feita durante a Conferência de Doadores, que espera arrecadar, pelo menos, US$ 9 bilhões para o Fundo de Consolidação de Paz da ONU

Alemanha promete 1 bilhão de euros à Síria
Aproximadamente 80 delegações participam do evento patrocinado pela ONU e pela UE (Foto: German Mission to UN/Twitter)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Alemanha vai doar 1 bilhão de euros (cerca de US$ 1,22 bilhão) em ajuda humanitária à Síria e aos refugiados gerados pela guerra no país.

O anúncio foi feito pelo ministro do Exterior da Alemanha, Heiko Mass, durante a Conferência de Doadores, em Bruxelas, evento que tem como objetivo arrecadar pelo menos US$ 9 bilhões em doações para o Fundo de Consolidação de Paz da ONU.

Segundo Mass, o valor da doação alemã ainda pode receber um acréscimo de mais 300 milhões futuramente. “Somente na Síria ainda há mais de 13 milhões de pessoas que dependem da ajuda humanitária. Não podemos deixar o povo sírio abandonado”, disse Mass.

Desde 2012, a Alemanha se tornou a maior doadora para promover a ajuda humanitária na Síria, destinando cerca de 4,5 bilhões de euros para a causa.

Outro país que anunciou publicamente a sua doação foi a Suécia, que prometeu destinar US$ 24 milhões ao Fundo de Consolidação de Paz da ONU. Bélgica e Colômbia prometeram doar ao fundo 26 milhões de euros e US$ 17 milhões, respectivamente. Representantes do setor privado também prometeram doações. A investidora Durreen Shahnaz, anunciou que cerca de US$ 75 milhões serão doados para auxiliar a ajuda humanitária da ONU.

Os organizadores da conferência, que começou na última terça-feira, 24, esperam arrecadar, pelo menos, US$ 9 bilhões, doados de dezenas de países que participam da reunião. Porém, até o momento, apenas cerca de US$ 2,3 bilhões foram recebidos. Aproximadamente 80 delegações participam do evento, que é patrocinado pela ONU e pela União Europeia (UE).

De acordo com Mark Lokwcok, responsável pelos assuntos humanitários e pelo resgate de emergência da ONU, da quantia estimada, US$ 3,5 bilhões seriam necessários para as 6,1 milhões de pessoas deslocadas internamente na Síria e US$ 5,6 bilhões seriam destinados para ajudar os 5 milhões de refugiados em países vizinhos.

“Mais atividade militar não abre a via para uma solução política. Torna-a mais difícil. Precisamos silenciar as armas por motivos humanitários e políticos”, destacou a representante da UE para a política externa, Federica Mogherini, na abertura da conferência.

A Conferência de Doadores ocorre paralelamente às investigações sobre o ataque químico à Síria, ocorrido no último dia 7 de abril. Centenas de milhares de pessoas já foram mortas em sete anos de guerra civil no país, que levou milhões de pessoas a deixarem suas casas.

 

Leia também: Dez livros para entender a guerra na Síria
Leia também: EUA e Rússia vivem uma nova Guerra Fria na Síria?

Fontes:
DW-Alemanha promete mais 1 bilhão de euros à Síria
Veja-ONU e UE pedem solução política para o fim do conflito na Síria

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *