Início » Economia » Alta no preço de alimentos ameaça segurança global
Fome

Alta no preço de alimentos ameaça segurança global

O subsecretário-geral para Assuntos Humanitários e coordenador da Ajuda de Emergência da ONU, John Holmes, disse na última terça-feira que a alta dos preços pode ameaçar também a estabilidade política mundial.

Holmes disse ainda que o aumento dos preços vai desencadear protestos e tumultos em nações mais vulneráveis. Estes comentários seguiram-se a dois dias de tumultos no Egito causados pela duplicação dos preços dos alimentos básicos no período de um ano, além de protestos em outras partes do mundo.

Os preços de alimentos aumentaram, em média, 40% em todo o mundo desde o último verão do hemisfério norte. Segundo Holmes, a escassez de alimentos e o aumento dos preços dos combustíveis são efeitos do aquecimento global. As alterações climáticas duplicaram o número de desastres naturais de uma média de 200 para 400 por ano nas últimas duas décadas.

Em nossa opinião, os aumentos de preço não se devem apenas a razões climáticas. Devem-se também ao aumento do preço do petróleo, que fez aumentar a demanda por combustíveis de origem agrícola, como o álcool feito a partir da cana de açúcar ou do milho. Isso levou a um desvio desses cereais para a produção de combustíveis, o que acabou gerando a falta de alimentos e a alta dos preços. No caso específico do arroz, principal alimento em boa parte da Ásia, as razões são mais climáticas.

Achamos esse quadro muito grave, gravidade essa que ainda não vimos refletida em nossos jornais. Milhões de pessoas estão ameaçadas de morrer de fome na Ásia e na África, o que pode levar a lutas e até genocídio. A guerra em Darfur, no Sudão, é, no fundo — dizem os entendidos –, uma disputa por regiões onde há água para beber e para agricultura.

Fontes:
Guardian - Food price rises threaten global security - UN
'Não venham culpar o etanol', diz Lula sobre inflação de alimentos no mundo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. Venustiano Carranza disse:

    Alguém aí já ouviu falar em Malthus? POis é, apesar do que diz a Igreja, ele tem razão…

  2. Dorival Silva disse:

    Pois é, como sempre os paíse pobres é que vão sofrer. Os ricos podem dar um jeito de pagar os preços mais caros, os pobres vão passar fome. No cenário mais pessimista, podemos imaginar catástrofes eliminando MUITOS milhões de pessoas, fora as matanças na disputa por alimentos ou terras cultiváveis.

  3. Vasco A. Duval disse:

    Os derivados de petroleo, como insumo agrícola, têm um bom pêso na formação dos prêços dos alimentos. O aumento nos últimos dois anos de mais de 100% do prêço do barril de petroleo é um componente que não pode deixar de ser considerado na conjuntura global da fome.
    Por outro lado,na geografia da fome, é importante que se observe os recentes conflitos ocorridos no Haiti.

  4. Lara Sossai disse:

    A afirmação de J. Holmes, sobre a possível causa do aumento,penso, ser um pouco precipitada. Sim, as catátrofes climáticas contribuem TAMBÉM, para a escassez de alimento. As secas,enchentes etc.. mas não devemos esquecer que a expansão da fronteira agrícola e a monocultura para produção de biocombustível, o aumento populacional em alguns países, a alta no preço das fontes de energia entre outros têm contribuído para a diminuição e encarrecimento dos alimentos. A demanda aumenta,a oferta diminui e pessoas com baixa renda cada vez mais terão uma alimentação pobre em nutrientes ou morrerão de fome, aumentando o número de desnutridos e famintos.E ao invés da fome mundial acabar só cresce e com ela os conflitos,mortos e por ai vai, só que agora o problema não é mais exclusivo da África ou de uns países perdidos pelo mapa , tomou proporções alarmantes.

  5. Markut disse:

    Imaginemos o seguinte cenário:Em termos globais, tudo se transforma em felizes soluções para a crise energética,através dos biocombustiveis, reduzindo dramaticamente as áreas dosponiveis para produzir alimentos.
    E dai? Como fica o consumo , que alimenta a indústria e que poderá vender mais competitivamente, se o potencial consumidor morre de fome?

  6. mucio eduardo disse:

    engraçado,agente xinga tanto e não faz nada.

  7. natan disse:

    não sei nem o que dizer, o mundo anda de mal a pior e a culpa é do governo, principalmente dos países desenvolvidos.

  8. Luana Xavier disse:

    Todos apenas reclamam, colocam a culpa no governo, enquanto assistem jornais manipulados que alieniam, a sociedade é estática fala mas não age…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *