Início » Internacional » Anistia Internacional denuncia graves violações de direitos humanos em 2015
RELATÓRIO

Anistia Internacional denuncia graves violações de direitos humanos em 2015

Mais de 122 países realizaram torturas ou maus-tratos no ano passado, segundo a organização

Anistia Internacional denuncia graves violações de direitos humanos em 2015
Brasileira protesta contra violação dos direitos humanos no país (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Anistia Internacional divulgou nesta terça-feira, 23, o seu relatório anual “O Estado dos Direitos Humanos no Mundo”, no qual denuncia graves violações em 2015 e um ataque generalizado às liberdades e aos direitos fundamentais por parte dos países em todo o mundo.

De acordo com a organização, mais de 122 países realizaram torturas ou maus-tratos no ano passado e 30 ou mais Estados obrigaram refugiados a retornarem a seus países de origem.

O relatório afirma também que em pelo menos 19 países foram cometidos crimes de guerra e outras violações das “leis da guerra”. Além disso, em 36 nações os direitos humanos foram violados por grupos armados.

Ainda de acordo com a Anistia Internacional, pelo menos 113 países reduziram de forma arbitrária a liberdade de expressão e de imprensa, ressaltando que há uma “tendência preocupante entre governos que cada vez mais alvejam e atacam ativistas, advogados e outras pessoas que trabalham na defesa aos direitos humanos”.

O relatório revela também que em 55% dos 160 países avaliados houve julgamentos injustos. Houve também encarceramento de “prisioneiros de consciência” (pessoas detidas por manifestar sua opinião sem cometer crimes) em 61 países.

A Anistia Internacional afirma ainda que o sistema internacional de proteção dos direitos humanos não conseguiu conter as crises humanitárias ou proteger os civis contra as graves violações dos direitos humanos em 2015.

Em relação às violações no Brasil, o relatório destaca os homicídios durante operações policiais e a frequente ameaça à vida de jovens negros moradores de favelas e periferias do país.

Fontes:
G1 - Relatório diz que 122 países realizaram torturas ou maus-tratos em 2015

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *