Início » Internacional » Ano de 2014 foi ‘devastador’ para crianças em países em conflito
Unicef

Ano de 2014 foi ‘devastador’ para crianças em países em conflito

'Nunca, na história recente, tantas crianças foram submetidas a tal brutalidade indescritível', afirmou o diretor do Fundo

Ano de 2014 foi ‘devastador’ para crianças em países em conflito
Crianças refugiadas sírias (Fonte: Reprodução/Reuters)

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) declarou nesta segunda-feira, 8, que o ano de 2014 foi “devastador” para as 15 milhões de crianças atingidas por conflitos em países como Iraque, República Centro-africana, Sudão do Sul, Síria, Ucrânia e ainda em territórios palestinos.

O diretor do Unicef, Anthony Lake, afirmou que “crianças foram assassinadas enquanto estudavam em suas salas de aula ou dormiam em suas camas. Ficaram órfãs, foram sequestradas, torturadas, recrutadas como soldados, violentadas e até vendidas como escravos”.

Ainda de acordo com Anthony Lake, “nunca, na história recente, tantas crianças foram submetidas a tal brutalidade indescritível”.

As 15 milhões de crianças que foram vítimas diretas dos combates fazem parte de um universo de cerca de 230 milhões de crianças que vivem atualmente em países e áreas com conflitos violentos.

O Unicef destacou também as “novas ameaças” à saúde e ao bem-estar infantil, como a epidemia de ebola na Guiné, Libéria e Serra Leoa, deixando milhares de órfãos e impedindo que outros 5 milhões de menores e adolescentes continuem seus estudos nestes países.

Fontes:
Portal Exame - 2014 foi devastador para as crianças, diz Unicef

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *