Início » Internacional » Ano de 2015 pode ser o mais quente já registrado
Desde 1880

Ano de 2015 pode ser o mais quente já registrado

As temperaturas globais de 2015 já estão bem acima das registradas no ano passado

Ano de 2015 pode ser o mais quente já registrado
Dos dez meses mais quentes já registrados, seis foram neste ano (Fonte: Reprodução/Pixabay)

O ano de 2015 deve bater o recorde de 2014 e se tornar o mais quente desde 1880, quando a temperatura da Terra começou a ser registrada.

Leia também: O Brasil está preparado para um futuro mais quente?

As temperaturas globais de 2015 já estão bem acima das registradas no ano passado. Os dados são da agência norte-americana dedicada aos oceanos e à atmosfera, a NOAA.

Ainda de acordo com a NOAA, dos dez meses mais quentes já registrados, seis foram neste ano: o mês de setembro ocupa o primeiro lugar do ranking, seguido por fevereiro (3° lugar), março (4° lugar), agosto (5° lugar), junho (6° lugar) e maio (9° lugar).

Os outros quatro meses mais quentes da história foram em janeiro de 2007 (2° lugar), fevereiro de 1998 (7° lugar), março de 2010 (8° lugar) e dezembro de 2014 (10° lugar).

O aquecimento global é apontado por especialistas como o responsável pela grande quantidade de anos quentes consecutivos.

Neste ano há também a influência do fenômeno El Niño, que se caracteriza pelo aumento da temperatura do Oceano Pacífico. O fenômeno climático gera consequências em todo o mundo.

Para calcular a temperatura global, especialistas analisam informações da temperatura dos oceanos com a temperatura da terra firme. Utiliza-se, ao todo, dados de 6.300 estações meteorológicas. A tendência mundial ao longo dos anos tem sido, ainda segundo os cientistas, claramente de aquecimento.

Fontes:
Folha de S.Paulo - 2015 deve bater recorde de 2014 e se tornar o ano mais quente desde 1880

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Manfred Richter disse:

    Colocando uma foto do Sol ao invés de poluições indústrias, civis e comerciais ou desmatamentos.
    Parece que a culpa é do Sol e não da intervenção humana. =(

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *