Início » Internacional » ‘Apoiem Guaidó ou não terão saída fácil’, diz Mike Pence
DISCURSO EM BOGOTÁ

‘Apoiem Guaidó ou não terão saída fácil’, diz Mike Pence

Vice-presidente dos EUA, Mike Pence, anuncia novas sanções à Venezuela e diz que militares que permanecerem ao lado de Maduro serão responsabilizados

‘Apoiem Guaidó ou não terão saída fácil’, diz Mike Pence
Alerta de Pence (à direita) foi dado em reunião com Guaidó e chanceleres do Grupo de Lima em Bogotá (Foto: Twitter/Mike Pence)

O Departamento do Tesouro dos EUA anunciaram nesta segunda-feira, 25, novas sanções ao governo de Nicolás Maduro.

Segundo informou o órgão em comunicado, as sanções miram quatro oficiais do governo venezuelano por terem impedido a entrada de ajuda humanitária enviada pelos EUA e por países do Grupo de Lima.

“A tentativa do regime ilegítimo de Maduro de bloquear a entrada de ajuda internacional ao povo venezuelano é vergonhosa. O Tesouro [dos EUA] está mirando quatro governadores alinhados com o ex-presidente Maduro por barrar a entrada de assistência humanitária severamente necessária e prolongar o sofrimento do povo venezuelano”, informou o secretário do Tesouro dos EUA, Steven T. Mnuchin.

Nesta segunda-feira, em discurso em uma reunião em Bogotá com chanceleres do Grupo de Lima e o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, pediu aos países do Grupo de Lima que congelem as ações da petroleira venezuelana PDVSA. Pence também elevou a pressão para que militares deixem a base de Maduro, afirmando que aqueles que optarem por ficar serão responsabilizados.

“Todas as opções estão na mesa. Para quem apoia Maduro, tenho um recado do presidente Trump: Vocês podem apoiar a oferta generosa de anistia do presidente interino, Juan Guaidó, e viverem no seu país em paz. Mas, se mantiverem o apoio a Maduro, não encontrarão saída fácil. Vocês perderão tudo e serão responsabilizados. Façam a escolha certa. Aceitem a oferta de anistia do presidente Guaidó para a defesa da democracia. Juntem-se a nós para recuperar a liberdade do povo venezuelano”, disse Pence.

 

Leia mais: O xadrez político na crise venezuelana

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ester H. Schulz disse:

    Somente sendo dono de uma inocência pueril para acreditar neste súbito impulso de “bondade” americana. Nada suspeito, especialmente às portas das eleições presidenciais nos EUA. Fosse legítima a boa intenção, a ajuda não teria demorado tantos anos para chegar. Mais fácil acreditar em unicórnios do que acreditar que o governo Trump se importa com o povo venezuelano. Nem com o próprio povo o Trump se importa! Basta lembrar que uma das suas primeiras ações como presidente foi tentar revogar o Obamacare, porque pra ele saúde é pra quem pode pagar. Se você é um americano pobre, dê um jeito de ficar rico ou não fique doente! E não vou nem citar o muro que ele quer construir para manter esses “lixos latinos” fora e a “América para os americanos”.
    Pobre do povo venezuelano. Por um lado, acossado por um autocrata. Por outro sendo alvo da cobiça de países que advogam em causa própria. Estão abandonados!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *