Início » Internacional » Após devastar Bahamas, furacão Dorian avança para os EUA
AMEAÇA

Após devastar Bahamas, furacão Dorian avança para os EUA

Pelo menos 20 pessoas morreram nas Bahamas; trabalhos de resgate continuam

Após devastar Bahamas, furacão Dorian avança para os EUA
Devastação provocada pelo furacão em Marsh Harbour, nas Bahamas (Fonte: Reprodução/Twitter/@Bahamaspress)

O furacão Dorian voltou à categoria 3 e segue ganhando força ao se aproximar da costa sudeste dos EUA. Pelo menos 20 pessoas morreram nas Bahamas, onde os trabalhos de resgate continuam em busca de sobreviventes.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões, os ventos chegaram a até 185 km/h no fim da noite desta quarta-feira, 4. O Dorian chegou a atingir a categoria 5, a mais elevada da escala Saffir-Simpson, caiu para a categoria a, e voltou a subir para o nível 3.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que o Dorian “é um furacão muito imprevisível, muito lento e muito forte. Mas estamos muito bem preparados”. Trump também pediu, no entanto, prudência: “pode ser que os EUA tenham um pouco de sorte a respeito do furacão Dorian, mas, por favor, não baixem a guarda”.

Grande parte da costa leste americana está em estado de emergência por conta do furacão. De acordo com o Pentágono, há 5 mil membros da Guarda Nacional e 2.700 militares prontos para atuar caso seja necessário.

O ministro da Saúde das Bahamas, Duane Sands, afirmou que o número de mortos no arquipélago ainda pode aumentar e que “os trabalhos de resgate e verificação nas casas inundadas apenas começou”.

De acordo com o secretário-adjunto para Assuntos Humanitários da ONU, Mark Lowcock, pelo menos “70 mil pessoas necessitam de ajuda imediata” nas Bahamas.

O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, afirmou que a situação é “uma das maiores crises da história” local, ressaltando que “há inundações graves, danos graves nas casas, comércios, outras edificações e infraestrutura”.

Fontes:
G1 - Furacão Dorian ganha força, volta à categoria 3 e avança para os EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *