Início » Internacional » Arábia Saudita e Coreia do Sul fecham acordo de cooperação nuclear
O outro pacto

Arábia Saudita e Coreia do Sul fecham acordo de cooperação nuclear

Após EUA e Irã anunciarem pacto nuclear, Arábia Saudita e Coreia do Sul fecham acordo, gerando o temor de uma corrida armamentista nuclear no Oriente Médio

Arábia Saudita e Coreia do Sul fecham acordo de cooperação nuclear
Governo saudita buscou a cooperação sul-coreana por temer o pacto dos EUA com o Irã, que é inimiga dos sauditas (Reprodução/Reuters)

A Arábia Saudita fechou um acordo de cooperação nuclear com a Coreia do Sul. O pacto prevê um plano para estudar a viabilidade de construção de dois reatores nucleares em território saudita. Orçados em US$ 2 bilhões, os reatores serão construídos ao longo dos próximos 20 anos.

Leia mais: Obama minimiza divergências com Israel sobre acordo nuclear com o Irã

O acordo foi fechado durante a visita da presidente sul-coreana, Park Geun-hye, à capital saudita Riad, dias após os EUA fecharem um pacto nuclear com o Irã. O governo saudita buscou a cooperação sul-coreana por temer que o pacto entre Washington e Teerã possa afetar a Arábia Saudita, que é inimiga do Irã.

Nos últimos meses, o ex-chefe de inteligência saudita e membro da família real, Príncipe Turki al-Faisal, alertou várias vezes que seu país buscará manter a mesma capacidade nuclear do Irã. Isso inclui o enriquecimento de urânio e o uso de plutônio como combustível de reatores nucleares.

O acordo entre os governos saudita e sul-coreano deixou em alerta países ocidentais e árabes, que temem que o pacto nuclear entre EUA e Irã, somado à rivalidade entre sauditas e iranianos, vai alimentar a corrida armamentista nuclear no Oriente Médio, ao invés de contê-la.

“A proliferação de tecnologias nucleares no Oriente Médio é um dos maiores pesadelos da Casa Branca. É mais do que uma ameaça imaginária”, diz Simon Henderson, do Instituto Washington de Políticas para o Oriente Próximo, um centro de análises.

A competição nuclear com o Irã não é a única razão para o pacto entre a Arábia Saudita e a Coreia do Sul. O governo saudita pretende investir em energia nuclear para reduzir a dependência do petróleo. A agência estatal saudita King Abdullah City for Atomic and Renewable Energy pretende construir 16 novos reatores que permitirão gerar 17,6 gigawatts de energia até 2032.

Fontes:
The Wall Street Journal-Saudi Nuclear Deal Raises Stakes for Iran Talks

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *